Falta pouco para o atacante Walter voltar a atuar com a camisa do Atlético. O jogador está próximo da sua forma física ideal e deve fazer seu primeiro jogo pelo Furacão em 2016 na próxima quarta-feira, diante do Criciúma, pela Primeira Liga, no duelo que vai marcar também a reabertura da Arena e a estreia do gramado sintético.

Apesar de já estar à disposição do técnico Cristóvão Borges para o duelo pelo Paranaense, domingo, diante do Cascavel, Walter deve atuar somente contra o Criciúma. O camisa 18, que usa bastante as redes sociais para mandar recados aos torcedores e passar um pouco da sua rotina de treinamentos no CT do Caju, afirmou que está muito focado no trabalho para voltar ao time.

“Vocês viram que horas eu cheguei e a hora que eu estou saindo aqui do CT (do Caju). Isso aí é o trabalho e esse é o foco para, quarta-feira, eu estar na Arena da Baixada, na abertura do estádio, estar bem, estar voando, para dar alegria para vocês (torcedores)”, disse Walter, no vídeo publicado no Snapchat.

No entanto, com a semana cheia para trabalhar, Cristóvão não esconde que pretende utilizar Walter já na partida contra o Cascavel. Dificilmente o jogador aguente os 90 minutos e o camisa 18 pode ser usado em parte do jogo para ganhar mais ritmo. “Walter está quase pronto, vamos conversar sobre o programa que ele está cumprindo, mas com a semana cheia a possibilidade é certa de um retorno”, pontuou o treinador, após o jogo contra o J. Malucelli.

Dificuldades

Quando voltar definitivamente ao time, Walter pode solucionar os problemas ofensivos que o Atlético tem encontrado neste início de temporada. Principalmente diante dos times do interior, que jogam mais fechados, o Furacão tem tido muitas dificuldades e, em quatro partidas pelo Paranaense, foram apenas cinco gols marcados.

O problema ficou claro no empate sem gols contra o J. Malucelli. O treinador tem utilizado André Lima como principal peça de ataque, mas o jogador tem feito pouco – também pela falta de criatividade do time. Vinícius, único armador de ofício, tem ficado bastante sobrecarregado e Marcos Guilherme ainda não emplacou nesta temporada. Problemas que podem ser resolvidos quando Walter voltar. O treinador terá um leque maior de opções para aumentar o poder de fogo neste início de temporada.

Primeira pessoa! Veja mais do Atlético na coluna do Mafuz!