O presidente do Atlético, Mario Celso Petraglia, será julgado nesta sexta-feira (30) por conta das suas contestações contra a arbitragem do jogo entre Furacão e Cruzeiro, válido pela 30ª rodada do Brasileirão.

O cartola foi citado na súmula da partida por reclamar de forma irônica no túnel que dá acesso aos vestiários da Arena da Baixada. Caso seja punido, o mandatário atleticano pode pegar até 180 dias de suspensão.

Petraglia questionava a não marcação de uma penalidade a favor do Atlético, além de um lance que definiu o gol de empate da Raposa. Por meio das redes sociais, o presidente do Furacão já havia questionado as arbitragens na competição.