O torcedor atleticano terá que esperar mais uma semana para voltar à Arena da Baixada. Por conta de um pequeno atraso na instalação do gramado sintético do estádio, o duelo contra o Criciúma, pela Primeira Liga, que seria disputado nesta quinta-feira, foi transferido para o dia 24, data da inauguração oficial da grama artificial do Joaquim Américo. O presidente do Furacão, Luiz Sallim Emed, confirmou a mudança e ressaltou que o grama sintética até poderia ser instalada a tempo da partida desta quinta-feira, mas que o clube preferiu não pular etapas para que a qualidade do piso não fosse prejudicada.

“A partir de hoje começa a colocação da areia e aquela substância de casca de coco. Acredito que até daria tempo, mas a gente preferiu ir com calma e não fazer nada apressado para não comprometer a qualidade do gramado. Por isso, o jogo contra o Criciúma ficou para a próxima semana”, explicou o mandatário atleticano.
Quando a instalação do gramado sintético for concluída, a Fifa, segundo o mandatário atleticano, também deve inspecionar o novo piso do estádio atleticano, que é o primeiro em um clube de Série A do futebol brasileiro. “A Fifa vai também realizar esses testes no nosso gramado. Eles vão medir a velocidade da bola para ver como está com relação ao gramado natural”, acrescentou.

Com a mudança do jogo diante do Criciúma, pela Primeira Liga, para a semana que vem, o duelo contra o Foz do Iguaçu, marcado para o dia 24, deve ser alterado. Há um acordo entre a diretoria atleticana e a cúpula do time da fronteira e a Federação Paranaense de Futebol (FPF) deve confirmar a mudança da data do jogo pelo Estadual para o dia 3 de março (quinta), às 19h30. “A direção da Primeira Liga já confirmou o jogo contra o Criciúma para o dia 24. Agora precisamos da confirmação da Federação Paranaense, mas não devemos ter problemas”, detalhou Emed.

Treinos na Baixada

Por conta dos custos da instalação da grama sintética na Arena da Baixada e com o investimento maior feito para reforçar o time atleticano já neste início de temporada, a colocação do gramado artificial no CT do Caju terá que aguardar um pouco. Enquanto isso, quando o Furacão jogar em casa, os treinamentos na semana serão realizados no próprio gramado do Joaquim Américo.

“Por enquanto a gente não vai ter. Os treinos, quando a gente for jogar na Arena da Baixada, serão no próprio estádio. Quando for fazer os jogos fora de casa, os trabalhos acontecerão no gramado natural. Isso enquanto não der tempo de colocar no CT do Caju. É um projeto nosso, mas é questão de tempo e de fôlego financeiro’, arrematou Luiz Sallim Emed.