Faltando um mês para o início do Campeonato Paranaense, o Atlético já está se preparando para a disputa da competição. No ano que vem, o Furacão mais uma vez colocará em campo no Estadual o seu time sub-23. Assim, no primeiro trimestre de 2018, a comissão técnica atleticana, que pode ter o holandês Seedorf como comandante, poderá observar bem os jovens talentos rubro-negros que poderão, na sequência integrar o time principal nas disputas da Copa do Brasil, Copa Sul-Americana e Campeonato Brasileiro.

Uma parte do grupo que vai disputar o Paranaense já iniciou os trabalhos no CT do Caju. O time alternativo do Atlético será comandado pelo técnico Tiago Nunes, que em 2017 fazia parte da equipe sub-20. Até por isso, alguns jogadores dessa categoria devem compor o elenco que vai jogar o Estadual.

Entre esses atletas que já estão treinando estão o goleiro Caio, os zagueiros Jacy e Weverton, o meia Demethryus e os atacantes Marcelo e Murilo Magno, que de destacaram na base em 2017. Todos eles fizeram parte da campanha que levou o Rubro-Negro à semifinal do Brasileirão sub-20. Marcelo, inclusive, foi o artilheiro do clube na competição, enquanto Murilo Magno já vem despertando a atenção desde o sub-17. Além deles, os recém-contratados lateral-direito Diego Ferreira e o zagueiro francês Júnior Kingue, de 18 anos, também devem compor o grupo.

Zagueiro Jacy já teve experiência no time principal. Foto: Albari Rosa
Zagueiro Jacy já teve experiência no time principal. Foto: Albari Rosa

Experientes

No entanto, o time do Furacão não será formado apenas pela garotada sem muita experiência, e até desconhecidos sob os olhos do torcedor. A ideia é usar só os mais jovens, mas também alguns que já tiveram a chance de jogar pelo time principal na temporada de 2017 ou que retornaram de empréstimo.

O meia João Pedro é um desses casos. O jogador foi titular do Paraná Clube na Série B, teve boas atuações e ajudou o Tricolor a conquistar o acesso à primeira divisão. Também do time paranista, o atacante Giovanny retorna de empréstimo e deve ser um dos principais nomes dessa equipe alternativa, assim como o meia Yago, que defendeu o Juventude no segundo semestre.

Já o lateral-direito Gustavo Cascardo, o zagueiro José Ivaldo, os laterais-esquerdos Nícolas e Renan Lodi e o meia Matheus Anjos, que fizeram parte do elenco principal no Brasileirão, devem ser a base desse time alternativo.

Alguns deles terão a missão de apagar a má impressão deixada em algumas partidas. Casos de Cascardo e, principalmente, José Ivaldo. Ambos eram alvos de críticas e vaias da torcidas nos jogos dentro da Arena da Baixada e poderão passar a construir uma nova realidade dentro do clube a partir do ano que vem.

Zagueiro Weverton foi bem nas competições de base. Foto: Albari Rosa
Zagueiro Weverton foi bem nas competições de base. Foto: Albari Rosa