Apontado antes do início do Campeonato Brasileiro como um dos candidatos ao título, o Atlético Mineiro até estreou com vitória na competição, mas depois só decepcionou, acumulando sete tropeços consecutivos. A série negativa foi encerrada no último domingo, quando o time derrotou a Ponte Preta por 3 a 0, no Independência. Assim, o técnico Marcelo Oliveira espera que esse resultado tenha sido o passo inicial para uma nova fase do time.

“A vitória gera confiança, tranquilidade, tudo de bom, e a gente precisa lutar muito por ela. Tem grupos que se abatem diante de adversidades e outros, como o nosso, que eu tinha certeza que iria reagir. Foi um primeiro passo apenas, mas foi importante para nos dar mais confiança e tenho certeza que o time vai crescer no campeonato”, comentou.

Agora a expectativa de Marcelo é para que o Atlético-MG aproveite a disputa de mais três jogos em sequência em Belo Horizonte, diante de Corinthians, América Mineiro e Botafogo, para crescer na classificação – o time é apenas o 14º colocado, com dez pontos.

“Estava na hora de dar uma resposta, com uma atuação melhor. É um processo de fortalecimento e, quem sabe, nesses três jogos em Belo Horizonte, criar uma meta interna para buscar as vitórias. O fator casa é fundamental desde que você esteja muito firme como estivemos hoje”, acrescentou.

Marcelo exaltou a boa atuação da defesa do Atlético, que não foi vazada pela primeira vez sob o seu comando, e também agradeceu o apoio da torcida, que compareceu em bom público ao Independência, apesar de o time ter iniciado a rodada na zona de rebaixamento.

“Era um aspecto que precisávamos melhorar e melhoramos, tanto que não tomamos gols e foram poucos sustos. Soubemos marcar bem, foi um jogo mais equilibrado, mais regular, mais constante e, por isso, chegamos à vitória. Os números foram todos favoráveis e estou muito feliz com essa primeira vitória nessa nova fase, novo comando. Sempre acreditamos e o torcedor teve papel importantíssimo, fundamental. A gente vinha de resultados ruins e vieram 16 mil pessoas, em um domingo de manhã. É o que a torcida do Atlético sempre fez, mas quero que saibam que nos ajudaram muito”, analisou.

Além disso, o treinador atleticano elogiou o profissionalismo de Erazo e Cazares, autor de um dos gols marcados contra a Ponte Preta, que estavam defendendo a seleção do Equador na Copa América Centenário até a última quinta-feira, mas participaram normalmente do jogo de domingo.

“Quero registrar a boa vontade e o profissionalismo desses jogadores. O Erazo jogou à noite na quinta, eles fizeram uma viagem longa e se colocaram à disposição, isso é muito bom. Esse espírito de equipe é uma base para a sequência de trabalho da parte tática, física e emocional”, comentou.