A transmissão de Athletico e Flamengo, que culminou com o título do time carioca da Supercopa, ficou marcada também por algumas gafes do narrador Galvão Bueno, que começou chamando o Furacão de Atlético-MG.

Depois, o goleiro Santos foi chamado de Carlos (?) e o zagueiro Thiago Heleno de Moledo, defensor do Internacional, parecido fisicamente com o atleta do Rubro-Negro.

Galvão também fez críticas sobre a geração de imagens, de responsabilidade da Confederação Brasileira de Futebol. Ressaltou que não eram produzidas pela Rede Globo. “É da CBF toda a parte gráfica”, disse.

+ Cristian Toledo: Flamengo teve superioridade e Athletico aposta arriscada

Em outro momento, o narrador pediu desculpas à repórter Nadja Mauad, por uma interferência anterior. Galvão ressaltou que a jornalista estava correta no momento em que havia dado a informação.

E, durante o jogo, os comentaristas Casagrande e Júnior mostraram desconhecimento sobre o Athletico. Ao mesmo tempo, não esconderam a empolgação com o adversário e o trabalho do técnico português Jorge Jesus.