Com o termino do Brasileirão no último domingo (8), a Gazeta do Povo e a Tribuna do Paraná elegeram a seleção do campeonato de 2019. O Flamengo, campeão, dominou a equipe com nove jogadores, com mais um representante do Athletico e outro do Santos. Além dos onze melhores, foram escolhidos também o melhor técnico, o craque da competição e a revelação.

O esquema escolhido foi o 4-4-2. Somente três jogadores tiveram escolha unânime: o trio flamenguista Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabriel.

Veja como ficou o time:

Goleiro:

Santos (Athletico)

Foto: André Rodrigues

O goleiro Santos foi um dos dois eleitos que não pertencem ao Flamengo. Aos 29 anos, Aderbar Melo Dos Santos Neto foi o principal jogador do Furacão na competição, com destaque para a regularidade. Acabou convocado para a seleção brasileira e tem contrato com o clube até dezembro de 2022.

Lateral-direito:

Rafinha (Flamengo)

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Da Europa ao Brasil. Rafinha voltou a disputar o Brasileirão após 14 anos e foi um dos destaques do rubro-negro carioca. Apesar da idade, 34 anos, ele atuou em boa parte dos jogos e foi peça fundamental para alimentar Bruno Henrique e Gabigol. Tem contrato até 2021.

Zagueiros:

Rodrigo Caio (Flamengo)

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Das vaias no São Paulo à glória no Flamengo. Rodrigo Caio, de 25 anos, foi contratado em dezembro e logo mostrou ser uma peça-chave do sistema defensivo do time. Bem nos duelos aéreos e seguro por baixo, o zagueiro esqueceu o passado e brilhou no Brasileirão. Seu contrato vai até o fim de 2023.

Pablo Marí (Flamengo)

Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Pablo Marí, 25 anos, veio da segunda divisão da Espanha cheio de desconfiança. Bastaram alguns jogos para perceber que ele foi um grande achado do Flamengo no mercado. Junto com Rodrigo Caio, formou uma das defesas menos vazadas do Brasileirão. Seu contrato vai até dezembro de 2022.

Lateral-esquerdo:

Filipe Luís (Flamengo)

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Uma das melhores contratações do futebol brasileiro, Filipe Luís fez jus à expectativa criada pelo torcedor. Aos 34 anos, foi o melhor lateral-esquerdo do Brasileirão e fundamental para o setor de criação do rubro-negro carioca, além de ser muito seguro na defesa. Seu contrato vai até o fim de 2021.

Volantes:

Carlos Sánchez (Santos)

Foto: Ivan Storti/Santos

Aos 35 anos, o meia Carlos Sánchez chegou ao Santos em 2018, mas foi em 2019 que deslanchou. Além de ser o cara das bolas paradas da equipe, foi o terceiro jogador com mais assistências (9) no campeonato. Tem contrato até julho de 2021.

Gerson (Flamengo)

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Formado pelo Fluminense, Gerson fechou com o Flamengo após decepcionar no futebol italiano. Aos 22 anos, veio a pedido de Jorge Jesus e logo mostrou o motivo. É difícil cravar qual é a posição do garoto, já que preenche todas as partes do campo e aparece muito bem na área. Um meia completo. O seu contrato é válido por quatro temporadas.

Meias:

De Arrascaeta (Flamengo)

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Uma das principais contratações da equipe, De Arrascaeta, 25 anos, chegou ao Flamengo por R$ 55,3 milhões. Não rendeu o esperado com Abel Braga, mas, com Jorge Jesus, virou um dos principais meias da equipe e um dos jogadores mais técnicos do Brasileirão. Seu contrato tem duração de cinco temporadas.

Everton Ribeiro (Flamengo)

Foto: Paula Reis/Flamengo

O meia foi peça fundamental nas conquistas do time neste ano. Técnico, com uma ótima leitura de jogo, Everton Ribeiro fez a diferença na construção rubro-negra, sendo um dos jogadores mais inteligentes do futebol brasileiro, além de ter uma ótima finalização. Seu contrato vai até maio de 2021.

Atacantes:

Gabriel (Flamengo)

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Após uma passagem apagada pelo futebol europeu, Gabriel Barbosa, o Gabigol, veio ao Flamengo para ser o goleador da equipe no Brasileirão, com 25 gols, e superar Zico na histórica do clube, que era o maior artilheiro do time em uma competição nacional. Seu contato de empréstimo dura até o fim de dezembro de 2019.

Bruno Henrique (Flamengo)

Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Após um ano complicado pelo Santos, Bruno Henrique acertou com o Flamengo para ser considerado um dos melhores jogadores da América do Sul. No Brasileirão, marcou 21 gols e foi determinante para o título da equipe. Seu contrato tem duração de três temporadas.

Técnico:

Jorge Jesus (Flamengo)

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Jorge Jesus veio de Portugal para resgatar o futebol brasileiro. E foi o que o Flamengo apresentou em 2019. Ousado, potencializando as individualidades e com objetivo de ter a bola. Pode até sofrer um gol, mas vai marcar dois para compensar.

Craque:

Gabriel (Flamengo)

Artilheiro do Brasileirão, com 25 gols, Gabriel foi eleito o craque da competição. O título do Flamengo não seria possível sem o faro de gol do atacante. Impressionou pela sua mobilidade e facilidade em balançar as redes.

Revelação:

Michael (Goiás)

Michael foi uma das gratas surpresas do futebol brasileiro. O atacante de 22 anos fez um belo campeonato pelo Goiás e é um dos nomes mais cobiçados para o ano que vem. O garoto impressionou pela sua velocidade e habilidade ao ir para cima dos adversários e fazer fila até o gol. Seu contrato é válido até 2022.

Quem votou:

Adriano Ribeiro, André Pugliesi, André Ribas, Augusto Mafuz, Carneiro Neto, Cristian Toledo, Daniel Malucelli, Diogo Souza, Fernando Rudnick, Guilherme Moreira, Julio Filho, Luana Kaseker, Mauro Cezar Pereira, Ricardo Brejinski e Robson Martins.