O atacante Marco Ruben não não deve ficar no Athletico para 2020. O jogador de 33 anos quer voltar para a Argentina, seu país de origem e pode, inclusive, defender o Rosário Central, clube ao qual pertence e foi emprestado ao Furacão, que queria contar com ele para a próxima temporada.

O Rubro-Negro estudava efetuar a opção de compra em dezembro, avaliada em US$ 1,25 milhões de dólares (R$ 5,2 milhões, na cotação atual) por 80% dos direitos econômicos, mas a decisão do atleta, contudo, inviabilizou a continuidade no clube paranaense.

+ Furacão pode sofrer com debandada corintiana para 2020

Contratado em janeiro, sob o preço de US$ 200 mil (R$ 744 mil, na época), Marco Ruben tem 38 jogos, com 12 gols e cinco assistências pelo Athletico. Ele é o artilheiro da equipe na temporada e o segundo em passes para gol, atrás apenas de Rony, com oito. O momento mais marcante do centroavante foi o hat-trick diante do Boca Juniors, na fase de grupos da Libertadores, na vitória por 3×0, na Arena da Baixada. Com a camisa rubro-negra, o atacante conquistou os títulos inéditos da Copa do Brasil e a Levain Cup.

Além de taças e artilharia, a sua passagem pelo Furacão também ficou marcada pela morte de seu pai, Alejandro Ruben, no início de outubro, na reta final da Copa do Brasil. O falecimento também influenciou na definição de ficar mais próximo da família na próxima temporada.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão!

Marco Ruben tem contrato com o Rosario Central até o final de 2020 e a tendência é de que cumpra esse acordo. Há a possibilidade de se aposentar ao término do vínculo. Torcedor do clube, o centroavante foi revelado lá e voltou em 2015, sendo campeão da Copa Argentina em 2018.

+ Mais do Furacão:

+ Athletico muda promoção de ingressos pro jogo com o Botafogo
+ Oposição busca acordo com Petraglia para a próxima eleição
+ Athletico fatura com a TV quase o triplo do que ganharia com o PPV