O atacante Rony é do Palmeiras. Jogador e Athletico chegaram a um acordo em relação aos entraves e, assim, o atleta foi negociado com o time paulista por 6 milhões de euros (R$ 28,2 milhões) por 50% dos direitos do atleta. As informações são da jornalista Nadja Mauad, do Globo Esporte.

O enrosco entre as duas partes se dava na questão da porcentagem que o camisa 7 teria em relação ao seu passe. Enquanto o staff de Rony dizia que ele tem direito a 50% do valor do acordo, o Furacão só queria repassar 1 milhão de dólares (equivalente a R$ 4,4 milhões).

+ Cristian Toledo: Decisão de Petraglia enfraquece o time do Athletico

Porém, nos últimos dias, as duas partes se reuniram e nesta quinta-feira (20) chegaram a um comum acordo com o atacante, que ficará com 1,5 milhão de euros pelo negócio.

Com isto, o jogador será negociado com o Palmeiras, que fará um contrato até o final de 2024. Ele viaja no final de semana para assinar com o time paulista.

Além dos 6 milhões de euros, que serão pagos durante quatro anos, o Palmeiras também irá abater o valor da contratação do atacante Carlos Eduardo, de R$ 1,2 milhão.

Com o acerto, o Palmeiras tem 50% dos direitos de Rony, enquanto o Rubro-Negro fica com 35% e o próprio jogador segue com 15%. Futuramente, os paulistas repassarão mais 10% para o atacante.

Relembre a novela

Assim, a novela, que vinha se arrastando desde janeiro, tem um ponto final. Rony tinha contrato até junho de 2021 com o Athletico, que o procurou para renovar o vínculo. Enquanto o acerto não ocorria, ele foi rebaixado para o time de aspirantes e ficou fora do Torneio de Verão, na Argentina.

Depois, o atacante aceitou a proposta de renovação. O novo acordo teria duração até o final de 2023 e o atleta teria um salário dobrado.

Só que o contrato nunca foi assinado. Após vários adiamentos, Rony viajou com a delegação para Brasília, onde o Furacão disputou a Supercopa contra o Flamengo, e foi titular. Mas o acordo nunca foi formalizado e no início da semana o Rubro-Negro reabriu as conversas com o Palmeiras.

+ Mais do Furacão:

+ Athletico no topo e quatro “pagando” pra jogar. Os lucros e prejuízos do Paranaense
+ Artilheiro do Paranaense, Pedrinho ganha destaque no Athletico