enkontra.com
Fechar busca

Athletico

Athletico Paranaense

Athletico Paranaense

Fim de um ciclo

Amistoso do Athletico contra o Cerro Porteño pode ser mistura de festa com despedida

Zagueiro Paulo André vai se aposentar dos gramados e jogo contra os paraguaios, sábado, deve marcar sua despedida

  • Por Juliana Fontes
Zagueiro vai pendurar as chuteiras pra virar diretor de futebol do Athletico. Função que ele já vinha desempenhando. Agora, vai ajudar o time nas contratações e observações de jovens talentos. Foto: Hedeson Alves

O jogo amistoso contra o Cerro Porteño, do Paraguai, que acontecerá neste sábado (29), às 16h, deve marcar não só o dia de festividades do Athletico por conta dos 20 anos da Arena da Baixada, mas também deve ser ainda mais especial por ser a despedida do zagueiro Paulo André dos gramados. O jogador de 35 anos tem contrato com o Furacão até somente o dia 30, domingo, e deve se afastar da função de atleta para se aproximar dos bastidores do clube. Ele será o novo diretor de futebol do Rubro-Negro.

Desde o ano passado, o defensor já vinha se preparando para assumir uma função executiva no Furacão, a de diretor de futebol, cargo ocupado por Rui Costa até 31 de janeiro. Seja participando de contratação de jogadores ou também observando de perto as promessas do time, ajudando na seleção de peças para subirem ao profissional, Paulo André vinha se dividindo entre suas duas posições no clube. Ele teve participação direta na contratação do centroavante argentino Marco Ruben, por exemplo.

+ Leia também: Ingressos pro amistoso já estão à venda

O contrato do zagueiro se encerraria no fim de 2018, mas acabou estendendo sua passagem dentro de campo por mais seis meses. Isso porque após a conquista da Copa Sul-Americana, ele aceitou o desafio de jogar a fase de grupos da Copa Libertadores e a decisão Recopa Sul-Americana.

Ainda que existissem dúvidas se o camisa 13 prolongaria mais uma vez seu vínculo, ele vinha dando pistas de que não seguiria nos gramados. Um dia antes do jogo diante do River Plate, pela Recopa, já tinha dado a entender que queria sair ainda no auge.

“É desfrutar, aproveitar cada minuto no campo e deixar tudo. Desde o ano passado a sequência foi boa, fiz bons jogos. É melhor deixar o sentimento de saudade do que o tira-me daqui”, disse Paulo André, no dia 29 de maio.

Zagueiro teve uma primeira passagem pelo Furacão, no início da carreira, entre 2005 e 2006. Foto: Arquivo

Zagueiro teve uma primeira passagem pelo Furacão, no início da carreira, entre 2005 e 2006. Foto: Arquivo

Natural de Campinas, o jogador iniciou sua carreira profissional no Guarani e teve sua primeira passagem pelo Athletico entre 2005 e 2006. Em seguida, jogou no Le Mans, da França, onde permaneceu por três anos, e foi ídolo no Corinthians, time que defendeu por cinco temporadas e se consagrou campeão do Paulista, do Brasileirão, da Recopa, da Libertadores e do Mundial de Clubes.

+ Mais na Tribuna: Athletico contrata volante revelação do Vitória

Tem também em seu passaporte o carimbo da China, onde em 2014 se aventurou no Shanghai Shenhua. Neste período, foi um dos líderes do Bom Senso, que lutou por melhorias no futebol brasileiro, mas que acabou não tendo uma vida longa. Na temporada seguinte voltou ao Brasil e defendeu o Cruzeiro. Em 2016 voltou ao Furacão, onde permanece até hoje.

Nessa sua última passagem pelo clube, optou por morar no CT do Caju a fim de se dedicar às leituras – ele não esconde seu gosto por livros – e aos estudos ligados ao futebol. Paulo André é graduado em Educação Física e Administração e possui pós-graduação em Gestão Esportiva.

Os ingressos para o amistoso contra o time paraguaio estão à venda no site do clube e custam 25 reais. Será a última oportunidade do torcedor atleticano ver Paulo André calçando chuteiras e defendendo a camisa do time em campo.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

5 Comentários em "Amistoso do Athletico contra o Cerro Porteño pode ser mistura de festa com despedida"


Antenor Altevir Ferreira dos Santos
Antenor Altevir Ferreira dos Santos
21 dias 11 horas atrás

Engraçado, porque será que os ignorantes acham que para ser socialista, tem que morar na favela.

Fura Cão
Fura Cão
21 dias 10 horas atrás

É que os ignorantes analfabetos só olham a Venezuela, que tem a maior reserva de petróleo do mundo. Eu pessoalmente só conheço França, Espanha, Itália e outros da Europa, todos socialistas e usam iPhone, e tem cultura.

Antenor Altevir Ferreira dos Santos
Antenor Altevir Ferreira dos Santos
21 dias 10 horas atrás

Isso mesmo.

Flavio Steiner
Flavio Steiner
21 dias 12 horas atrás

O socialista de iPhone vai se aposentar, é?

Fura Cão
Fura Cão
21 dias 12 horas atrás

Cara bom sempre tem platéia. Vai ser uma revolução no futebol Paranaense , digo, Athleticano o futuro trabalho dele. Talvez até te dê de brinde um iPhone.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas