Publicidade

Curitiba

Portal ajuda crianças com doenças raras e cria clube de benefícios para quem colabora

Alex Silveira
Escrito por Alex Silveira

Um grupo de pais curitibanos com filhos especiais lançou o portal Bebê de Fibra, com o objetivo de devolver em forma de benefícios comerciais o carinho das pessoas que colaboram com as famílias. Quem contribui na plataforma, passa a usufruir de descontos e promoções em estabelecimentos comerciais conveniados ao portal. Tem pizzaria, restaurante, pet shop, barbearia, escola de inglês pela internet, estética, produtos artesanais em crochê e até açougue on-line. Produtos vendidos pelas mães das crianças também estão à disposição por preços especiais. A ideia para a iniciativa, lançada agora durante a pandemia de coronavírus (covid-19), surgiu há quatro anos, baseada na história de vida acompanhada pela Tribuna, do menino Lorenzo Bisinella, portador da síndrome de Goldenhar e na época com um ano de idade.

+Leia mais! Professor de Curitiba inova nas aulas on-line e se fantasia para motivar universitários na pandemia

Segundo as regras do portal, para se tornar membro é preciso fazer uma contribuição a partir de R$ 35,00, que será mensal e recorrente. Para usar os descontos, é preciso informar o CPF ao estabelecimento conveniado ou gerar previamente um código de cupom na área exclusiva do site. Os recursos arrecadados são direcionados para famílias constituídas por crianças especiais. A atuação é regional, na qual os membros beneficiam famílias especiais da mesma área de localização.

Conforme explica a Letícia Bisinella, mãe do Lorenzo e vice-presidente do Bebê de Fibra o site não é um projeto reflexo da pandemia. “Manter a estrutura de bem-estar para o Lorenzo sempre foi difícil. Do dia para noite, nos vimos fazendo rifas, vaquinhas, bazares e até mesmo foi preciso vender meus vestidos de casamento e formatura”, explica a mãe. Partindo da realidade da Letícia e sua necessidade de contar com recursos financeiros regulares, o trabalho começou. A construção foi de quase dois anos e o resultado é uma plataforma de captação de recursos, simples e intuitiva, baseada nos pilares do empreendedorismo social. 

Letícia e Lorenzo, que teve a história contada na Tribuna. Foto: Arquivo/ Felipe Rosa / Tribuna do Paraná

O presidente da instituição, Aldivo Canesso, explica que em breve novos benefícios ficarão disponíveis. “Tomamos a decisão de lançar a plataforma durante a pandemia. Nosso plano inicial era diferente, mas a causa vale o risco”, disse. Ainda conforme Canesso, neste momento, as dificuldades das famílias aumentaram consideravelmente e a dos estabelecimentos comerciais também. De acordo com o as informações do portal, a missão deles é manter o bem-estar e a qualidade de vida de todos. “Também vamos ajudar a movimentar seus negócios, abalados pelo coronavírus”, completou o presidente.

+Viu essa? Uísque e gin artesanais colocam Curitiba na rota dos destilados

Para o valor mensal ser relevante às famílias, a cada 20 membros ativos uma criança é beneficiada. Pessoas jurídicas também podem participar. O Bebê de Fibra conta com o apoio de seu primeiro embaixador, o músico Derico Sciotti, conhecido pela participação como saxofonista no Programa do Jô. 

Atualmente, há seis famílias beneficiadas e aproximadamente 15 estabelecimentos comerciais cadastrados. Entre elas estão as famílias da Anna Carolina Correa Wolter, Lorenzo Yamaguchi Braz Padilha, Lorenzo Bisinella Fanini Garbuio, Luna Mayara Soares Pereira, Evellyn Vitória Proença e Henrique Cortizo Zimermann. As histórias deles são contadas no portal.

Através do Fale Conosco do site, os organizadores esperam a manifestação de novos estabelecimentos comerciais interessados em participar e também pelo mesmo canal buscam ampliar a quantidade de famílias cadastradas.

+Caçadores! Padrinhos fazem surpresa para noivos de Curitiba que adiaram o casamento por causa do coronavírus

Para ser beneficiada, a inclusão da família é condicionada à existência de patologia, enfermidade ou doença em uma criança até 14 anos, não se aplicando a deficientes exclusivamente sensitivos.

Para colaborar, é preciso acessar o site Bebê de Fibra. Conheça mais do projeto também no Facebook.


Precisamos do seu apoio neste momento!

Este conteúdo te ajudou? Curtiu a forma que está apresentado? Bem, se você chegou até aqui acredito que ficou bacana, né?

Neste cenário de pandemia, nós da Tribuna intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise. Bora ajudar?

Ao contribuir com a Tribuna, você ajuda a transformar vidas, como estas

– Pai vende vende 1000 bilhetes de rifa com a ajuda da Tribuna pra salvar o filho
– Leitores da Tribuna fazem doação de “estoque” de fraldas para quíntuplos
– Leitores se unem para ajudar catadora de papel de 72 anos

E tem várias outras aqui!

Se você já está convencido do valor de sua ajuda, clique no botão abaixo


Sobre o autor

Alex Silveira

Alex Silveira

(41) 9683-9504