Quando foi a Abu Dhabi, em 2011, e tirou fotos com a camisa do UFC nos principais pontos turísticos da cidade, Davi Ramos mal sabia que o destino lhe pregaria uma peça das boas. Oito anos se passaram desde a primeira visita aos Emirados Árabes e, neste sábado, o lutador carioca vai pisar no octógono mais famoso do mundo pela primeira vez no país.

“É um sonho sendo realizado. Me deparei com as fotos daquela viagem de 2011 e até me emocionei. Fiquei bem feliz. Sempre quis estar no UFC e hoje vou poder realizar essa vontade de lutar nos Emirados Árabes pela organização. Agora chegou a minha hora”, disse o brasileiro, que enfrenta o russo Islam Makhachev no card principal do UFC 242.

Desde 2011, Davi passou a frequentar mais os Emirados Árabes. O motivo foi a expansão da Team Nogueira, sua equipe, para Dubai. “É muito bom ter esse suporte aqui. Para esse camp nós conseguimos trazer todos os treinadores. Já estamos adaptados e climatizados. Foi tudo perfeito na preparação”, frisou o carioca.

O clima, aliás, é um fator muito importante em Abu Dhabi. Nos últimos e nos próximos dias, a temperatura varia de 32º a 40º. Com isso, o brasileiro já larga na frente em cima do rival, que é acostumado com as temperaturas baixíssimas da Rússia. Islam Makhachev é um dos principais nomes dos leves do UFC.

Top 15 na categoria, o russo, assim como o carioca, é especialista em jiu-jitsu. No entanto, quando se trata da arte-suave, Davi tem muita experiência no assunto. Amparado por nomes como Rogério Minotouro e Rodrigo Minotauro, o brasileiro é o principal treinador de jiu-jitsu da Team Nogueira.

“Já fiz dois camps do Rogério como técnico e sigo treinando com ele direto. Faço a sua parte de solo há algum tempo já. Tenho uma ótima relação com os dois. Já ajudei o Rodrigo também na época da luta contra o Roy Nelson. São caras excepcionais”, ressaltou Davi, que sonha com a entrada no ranking dos leves. “Com uma vitória no sábado, tenho certeza que estareis nos tops da categoria”, completou.

Palpite

A luta principal do UFC 242, neste sábado, a partir das 11h (horário de Brasília), será entre os grandes nomes dos leves: o russo Khabib Nurmagomedov e o americano Dustin Poirier. Davi acredita que o primeiro leva uma boa vantagem no confronto.

“Pelo estilo de luta do Khabib, ele deve levar essa luta. São dois atletas bem preparados. Um golpe pode mudar tudo, mas minha aposta é no russo”, frisou o carioca.