“Cara, nem eu sabia”. Foi assim que Maurício Shogun, 38 anos, definiu a sua marca de 40 lutas profissionais de MMA na carreira, ao ser questionado pelo blog Direto do Octógono de como ele refletia sobre o balanço de quase 20 anos dedicados ao esporte.

+ Confira: Saiba onde acompanhar a volta de Mike Tyson aos ringues

E que baita carreira. O curitibano iniciou a sua caminhada profissionalmente muito jovem, com apenas 20 anos. Pouco tempo depois, já colecionava glórias, com cinturões do Pride e do UFC.

>> Tudo sobre o mundo do MMA

“Fico feliz por toda essa trajetória, comecei muito cedo no MMA e fico alegre por depois de 18 anos estar lutando no maior evento do mundo, com caras mais jovens”, disse Shogun.

Shogun faz tira-teima contra escocês

Neste sábado, o curitibano faz a revanche contra o escocês Paul Craig, a partir das 20h30, pelo UFC 255, em Las Vegas, nos Estados Unidos. No primeiro encontro entre os dois, o duelo terminou empatado, há cerca de um ano, em São Paulo.

+ Leia mais: Shogun expande rede de franquias e cresce no mercado nacional

“Eu passei a conhecê-lo melhor neste período. Meu objetivo é trocação, nocaute, mas treinei tudo para não ser surpreendido”, declarou o meio-pesado, que revela que seu ciclo está mesmo chegando ao fim. “Eu encaro cada luta como a última, mas pretendo fazer mais umas duas para encerrar a carreira”, afirmou.

+ Mais do UFC:

+ Ariane Lipski tenta embalar hat-trick dentro do UFC
+ Wanderlei Silva fumando maconha? Lutador nega uso da erva
+ Jennifer Maia pode colocar Curitiba na história do UFC