Passar por russos cascas-grossas fez com que o manauara Klidson Abreu ficasse conhecido como o “Terror” do país da vodca. E quando assinou contrato com o UFC, a maior organização de MMA do mundo entregou para o brasileiro, justamente, um russo. Magomed Ankalaev foi o rival da vez. No entanto, o atleta, que vinha fazendo o seu camp em Curitiba, aceitou a luta com apenas três semanas de antecedência, além de ter enfrentado uma dura recuperação de uma fratura no pé.

“Houve uma série de fatores que fizeram com que eu perdesse na minha estreia. Não tive tempo suficiente pra me preparar, estava acima do peso e ele conseguiu encaixar um golpe já no primeiro round que me abalou”, relembrou o atleta, que perdeu para o russo na decisão unânime dos árbitros, em fevereiro deste ano.

Após a derrota, Klidson se mudou de Curitiba para a Flórida, nos Estados Unidos, e se tornou membro da American Top Team, uma das equipes mais tradicionais do mundo. O “Urso Branco” ganhou experiência e mais “cancha” para a luta de sábado, contra o americano Sam Alvey, no UFC San Antonio. “Fiz uma preparação muito boa. Foram meses de treinamento e acompanhamento nutricional. Falta pouco pra bater o peso. Estou na reta final. Todo mundo da equipe é gente boa e estou pronto pra conquistar essa vitória”, frisou o manauara.

Em uma nova fase de sua vida, o meio-pesado destacou o tempo de aprendizado em solo curitibano e ressaltou que, no momento, pretende seguir nos Estados Unidos. “A princípio, só devo voltar pra Curitiba pra visitar a galera mesmo. Foi um período muito bom que vivi na cidade, só tenho a agradecer pelo apoio de todos, principalmente, o pessoal da Gracie Barra”, declarou o manauara, que terá um adversário de peso no fim de semana.

O americano Sam Alvey, conhecido por seu estilo diferente, tem uma vasta experiência no MMA. São 46 lutas disputadas, com 33 vitórias, 12 derrotas e um duelo sem resultado. São 11 anos de esporte e 17 combates dentro do Ultimate. “É um oponente bem tarimbado, tem bastante lutas. Estou feliz de ter aceitado essa luta, pois ele é um cara da trocação. Espero colocar meu jiu-jitsu em prática e sair com a vitória”, concluiu Klidson.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre nossa regiãofutebolentretenimento horóscopo, além de blogs exclusivos e os Caçadores de Notícias, com histórias emocionantes e grandes reportagens. Vem com a gente!