O irlandês Conor McGregor iniciou a temporada de 2020 no UFC em alto estilo. Diante do experiente Donald Cerrone, o Notório venceu em apenas 40 segundos, em duelo válido pelos meio-médios. O Direto do Octógono selecionou quatro motivos que mostram o momento totalmente excelente do gringo. Confira abaixo:

1 – O cara tá no “shape”

Conor McGregor já foi campeão na categoria peso-pena (até 66 kg) e entre os leves (até 70 kg). Seu último confronto foi válido pelos meio-médios (até 77 kg). Anteriormente, ele já havia lutado contra Nate Diaz nesta categoria em 2016. Na primeira luta, McGregor estava lento, parecia sentir o baque de um novo peso. No duelo seguinte foi diferente e o irlandês levou. No entanto, parece que agora McGregor melhorou muito mais a sua forma física.

2 – Sem tirar onda

Diante de Donald Cerrone, Conor McGregor foi um cara diferente. Muito diferente, aliás. Ele respeitou o Caubói desde os primeiros eventos de mídia e isso parece ter deixado o ex-campeão mais focado no que deveria fazer mesmo, que é lutar. McGregor já tem grana pra dar e vender. O irlandês não precisa mais de trash talk para vender suas lutas. Só o seu nome já consegue tudo isso.

3 – Sem polêmicas fora do octógono

Conor McGregor ficou marcado por algumas polêmicas longe do cage. Como se esquecer aquela armadilha pra pegar o russo Khabib Nurmagomedov no ônibus do UFC em abril de 2018? Outras bizarrices foram a agressão a um idoso em um bar, além de uma acusação de assédio sexual.

4 – O maior do UFC

Não tem como negar, Conor McGregor é o maior nome do UFC na atualidade. Não quer dizer que seja o melhor lutador, já que Jon Jones ainda parece ser unanimidade. Porém, o irlandês é o cara que mais move dinheiro dentro da organização.