Considerada modalidade esportiva, a dança de salão pode ser bem mais que uma simples atividade de recreação.

Benéfica à saúde, a prática auxilia na prevenção e tratamento de doenças físicas e emocionais.

Assim como prega o senso comum, a dança em si é um método terapêutico para ajudar no combate a diversos males, mas há inúmeros benefícios relacionados à dança que são pouco conhecidos pela maioria das pessoas, como o aumento na capacidade de fixação do cálcio nos ossos, consequentemente na prevenção da osteoporose; na correção da postura; na melhora da circulação sanguínea e no combate ao sobrepeso.

“Quando dançamos colocamos a vida em equilíbrio”, ressalta o treinador Ivan Sousa, salientando que a prática é uma forma da pessoa se manter com o espírito jovem, ossos fortes e articulações lubrificadas, além do que as aulas proporcionam a oportunidade de conhecer novas pessoas e elevar a autoestima.

Graduada em psicopedagogia, Daniele Barilli explica os pontos positivos da dança, que superam a barreira física e influenciam diretamente na questão emocional dos praticantes.

“A dança ajuda a perder a timidez no momento de se relacionar com outras pessoas, enfrentando o medo e aceitando desafios”, avalia. Para ela, cada passo, cada dança é um desafio a encarar estes sentimentos.