O ministro do Turismo, Vinicius Lages, participou nesta terça-feira (18) do lançamento oficial da Rota Turística e Cervejeira do Rio de Janeiro. Localizado na Serra Fluminense, o roteiro inclui propriedades produtoras e destaca a diversidade de cervejas especiais e artesanais, além das belezas naturais e atrativos históricos da região.

“A criação da Rota Cervejeira é uma iniciativa que amplia a oferta turística do estado do Rio de Janeiro, fortalecendo a região do Circuito de Montanhas, além de dar visibilidade às cidades que tem uma produção de cervejas artesanais de alta qualidade”, disse o ministro Vinicius Lages.

O roteiro inclui cervejarias de grande porte, micros cervejarias, cervejeiros artesanais e brewpubs (bares que produzem a própria cerveja no local). Existem na região mais de 70 pontos cervejeiros, entre bares, restaurantes e as próprias cervejarias, que oferecem 60 tipos diferentes da iguaria. Esse mercado movimenta 2% do PIB brasileiro, colocando o país como quarto maior produtor mundial de cerveja.

As cidades que fazem parte do roteiro turístico são: Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo, Cachoeiras de Macacu, Guapimirim e Santa Maria Madalena. A rota é parte de uma iniciativa da Associação Turística das Cervejarias e Cervejeiros do Estado do Rio de Janeiro (ACCERJ-TUR), com apoio do Sebrae.

Um dos idealizadores do roteiro da cerveja, Alexandre Zubaran, afirma que o Rio de Janeiro é o sexto maior produtor de cervejas artesanais do país – e que deseja chegar à segunda colocação em, no máximo, três anos. O setor foi beneficiado com uma desoneração fiscal na folha de pagamento que reduziu os custos com pessoal de 17% para 13%.