O sonho de qualquer garoto que joga futebol é ser profissional. Não ia ser diferente com Madison Ramos que aos treze anos jogava nas laterais das categorias de base do Ipiranga, clube amador do Água Verde. “Apesar de eu ser atleticano, três anos depois apareceu chance de fazer teste com o Professor Miro no Coritiba”, conta Madison. Ele fez, passou e começou a jogar pelas categorias de base do Coxa. “Fiquei vários anos no Coritiba. Depois do Professor Miro eu fui treinado pelo Sisico e finalmente fui jogar nos juniores, treinado pelo Kruger”, recorda ele.

Um belo dia, quando já estava estourando o limite de idade para ficar nas categorias de base do Alto da Glória, aconteceu aquilo com o jogador: “Estourou uma lesão na coxa e eu precisei fazer trabalho de recuperação muscular”, diz ele. O que era para ser um simples estágio na recuperação da lesão, acabou abrindo inesperada porta para outra atividade esportiva. “Acabei gostando de musculação e nunca mais parei. Depois de me recuperar, eu treinei com o Professor Rodalem dos Santos, na Praça Osvaldo Cruz. Foi ele quem me colocou nos níveis de competição que acabei disputando”, acrescenta Madison.

Três anos depois de sofrer a lesão, Madison Ramos conquistava em 1987 o título de campeão paranaense de levantamento de peso na categoria até 60 quilos. E em seguida conquistou o título nacional na mesma categoria. Estava indo bem no levantamento de peso, mas em 1989 resolveu dar nova guinada e mudou para o fisiculturismo. “Em 1992 eu comecei a me destacar”, diz ele. E não demorou muito para os títulos começarem a aparecer. “Em 1994 ganhei o Sul-Sudeste e o Mr. Santos”, conta. Os títulos continuaram. Em 1996 foi campeão sul-americano. “Em 1997, resolvi me arriscar e fui para os Estados Unidos”, diz ele.

Foi neste ano que ele colecionou as maiores conquistas. “Eu ia para os Estados Unidos, ficava dois meses e voltava. E foi assim que ganhei o NPC Suburban Body Building, na categoria Light Weight, disputado em Crawford em Nova Jersey”, diz ele. Madison Ramos ganhou o Metropolitano de Nova York e o Gold’s Classic Body Building. “Este último é considerado o Oscar da modalidade, porque reúne participantes de todas as Gold Gyn da América. Foi um feito extraordinário”, diz o paranaense. Em abril de 2.000, ele foi convidado a participar de um torneio aberto em Curitiba. “Entrei como convidado e fiquei em primeiro lugar no Campeonato Sudamericano – Copa Mercosur de Fisiculturismo y Fitness”, conta.

“Eu ainda fui convidado a participar do campeonato mundial no Japão, mas achei que era hora de parar. Eu já tinha muitos títulos e o custo do esporte era alto e não tinha retorno financeiro. Além disso, eu já estava desempenhando uma atividade que era a de treinar e fazer preparação física de vários atletas”, diz ele. Uma atividade que desde aquele ano de 2.000 ele desempenha até hoje. “Eu fui preparador de atletas que conquistaram todos os títulos de lutas mundiais como o Pride, Panreise, Shooto, Cage Rage e UFC”, diz ele. 

Linha do tempo

1964 – Nasce em Ponta Grossa.

1967 – No mês de julho, o administrador de obras Osires Ramos se muda com a família de Ponta Grossa para Curitiba. E o filho Madison vem junto.

1976 – Começa a jogar nas laterais direita e esquerda do Ipiranga do Água Verde.

1979 – Começa a treinar com o professor Miro nas categorias de base do Coritiba.

1984 – Sofre lesão da coxa e começa a fazer musculação. Treina com o professor Rodalem.

1987 – Primeiro titulo nacional de levantamento de peso categoria até 60 quilos.

1989 – Começa a fazer fisiculturismo.

1994 – Ganha o Mister Santos e o Sul-Sudeste.

1996 – Campeão Sul-Americano.

1997 – Vence o NPC Suburban Body Building, o Metropolitano de Nova York e o Gold’s Classic Body Building na categoria Light Weight.

2000 – Primeiro lugar em sua categoria no Campeonato Sudamericano – Copa Mercosur de Fisiculturismo y Fitness.

Quem passou por lá…

Lutadores

Anderson Silva

Assuério Silva

Jogadores

Ricardinho (lateral-esquerdo), Wagner (zagueiro), Gustavo (zagueiro), Lobaton (centroavante), Rodriguinho, Pedro Ken, Anderson Gomes, Rodrigo Mancha entre outros.

Livro

Com base em sua experiência, Madison Ramos escreveu em 2010 um livro denominado “Treinamento de Força Avançado – Uma abordagem prática e científica para profissionais, atletas e praticantes de musculação”.

Paraná Online no Facebook