Fechar busca

Mundo

Obama critica governo do Irã por ter reprimido protesto

Ele disse que é “irônico” o regime iraniano “celebrar o que ocorreu no Egito”

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, criticou hoje o Irã por sua resposta violenta aos protestos contra o governo. Obama pediu que os governos de todo o Oriente Médio evitem reprimir os manifestantes que lutam pela democracia. “O mundo está mudando”, disse o presidente em uma mensagem direcionada aos líderes autocráticos da região. “Vocês têm uma geração jovem, vibrante dentro do Oriente Médio, que está buscando mais oportunidade”.

Obama disse que é “irônico” que o regime iraniano esteja “fingindo celebrar o que ocorreu no Egito”. “Eles agiram em contraste direto com o que aconteceu no Egito” ao usar a força contra os manifestantes, disse. Os líderes iranianos apontaram a queda dos regimes de Zine El Abidine Ben Ali, na Tunísia, e de Hosni Mubarak, no Egito, ambos líderes seculares, como levantes islâmicos.

“Nós enviamos uma mensagem forte para nossos aliados na região… vamos olhar para o exemplo egípcio”, afirmou Obama. Mas o presidente disse que há limites para a influência dos EUA no Oriente Médio. “Esses são países soberanos, que tomam suas próprias decisões”, notou. “O que podemos fazer é prestar apoio moral”.

Ontem, as forças de segurança do Irã reprimiram um protesto organizado pela oposição. Inicialmente a manifestação seria uma demonstração de solidariedade aos levantes populares no Egito e na Tunísia, mas autoridades iranianas temiam que na verdade a oposição quisesse protestar contra o presidente Mahmoud Ahmadinejad. As informações são da Associated Press.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas