enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Tudo igual

Atlético ataca mais, para quatro vezes na trave, mas arranca empate com o Coritiba no fim

Furacão foi mais ofensivo e até perdeu pênalti, enquanto o Coritiba se protegeu mais, abrindo o placar na bola parada. No final, Felipe Gedoz, de pênalti, definiu o resultado

  • Por Luiz Ferraz
Atlético foi mais ofensivo e criou várias oportunidades, parando quatro vezes na trave. Foto: Albari Rosa

Terminou empatado o último Atletiba de 2017. Em um jogo recheado de emoções e polêmicas, Atlético e Coritiba empataram em 1×1, na manhã deste domingo (10), na Arena da Baixada, em um resultado que não foi bom para nenhum dos times dentro das suas pretensões no Campeonato Brasileiro. Enquanto o Coxa pode entrar na zona de rebaixamento com o complemento da rodada, o Furacão perdeu a chance de voltar ao G6.

Com o resultado, o Rubro-Negro chegou aos 31 pontos e está na nona colocação, tendo a chance de brigar para entrar na zona de classificação para a Libertadores no próximo domingo (17), quando recebe o Fluminense, novamente na Arena. Já o Alviverde subiu para o 14º lugar, com 27 pontos, e tem mais uma parada dura fora de casa diante do Palmeiras, na segunda-feira que vem (18).

Confira como foi o jogo no Tempo Real da Tribuna!

O último Atletiba de 2017 começou sem inspiração. Era muita transpiração para pouca produção ofensiva. O Coritiba, que entrou com o atacante Getterson como surpresa, apenas marcava e parecia satisfeito com o empate. O camisa 33, inclusive, sem nenhuma produção ofensiva, foi importante apenas para conter as subidas do meia Nikão, pela esquerda.

O Atlético, com dificuldades também na criação, só que mais organizado em campo, foi criar sua primeira chance somente aos 23 minutos. Fabrício cruzou, Éderson cabeceou, mas acertou a rede por fora. Na sequência, em outro cruzamento na área, o zagueiro Paulo André parou a trave de Wilson.

Werley sai para comemorar o gol do Coritiba no primeiro tempo, Foto: Albari Rosa

Werley sai para comemorar o gol do Coritiba no primeiro tempo, Foto: Albari Rosa

Com o recuo excessivo do Coxa, o Furacão cresceu no jogo. Aos 38, Lucas Fernandes recebeu livre na área, bateu cruzado e Wilson defendeu. Um minuto depois, o primeiro lance polêmico do clássico. Alan Santos derrubou Lucas Fernandes na área. Anderson Daronco não ia dar a penalidade, mas o árbitro do fundo apontou o pênalti. Na cobrança, Nikão acertou a trave de Wilson.

O lance inflamou o clássico e acordou o Alviverde. Aos 42, Matheus Galdezani, da entrada da área, chutou forte e quase deu o troco para o Verdão. A aplicação tática do Coritiba, apesar de pouco atacar, foi recompensada aos 44. Rafael Longuine cobrou falta na cabeça do zagueiro Werley, que desviou e abriu o placar na Arena.

Se já jogava bastante retrancado com o empate sem gols, o Coritiba voltou do intervalo ainda mais defensivo para segurar a vitória no Atletiba. O Atlético aumentou seu poder ofensivo e quase marcou com Lucas Fernandes, que bateu da entrada da área e Wilson defendeu. Na sequência, foi a vez do volante chileno Pavez arriscar de fora e assustar o goleiro alviverde.

O Coxa, bem postado defensivamente, buscava explorar os contra-ataques. Aos 12, Getterson cruzou e Kleber mandou com perigo. O técnico Fabiano Soares, para tentar retomar o domínio do meio de campo, colocou Felipe Gedoz na vaga de Lucas Fernandes. O time atleticano perdeu um pouco da sua velocidade, mas ganhou nas bolas paradas.

Gedoz entrou no segundo tempo e marcou, no final, o gol do empate do Furacão. Foto: Albari Rosa

Gedoz entrou no segundo tempo e marcou, no final, o gol do empate do Furacão. Foto: Albari Rosa

Aos 15, Gedoz cobrou escanteio, Paulo André cabeceou e Wilson fez grande defesa. A pressão do Furacão continuou intensa. Aos 25, Felipe Gedoz cobrou falta e pela terceira vez a trave salvou o Coritiba. O time atleticano, com Ribamar e Rossetto, passou a jogar todo no campo de ataque e quase empatou aos 30, quando Ribamar recebeu na área, bateu cruzado e a bola saiu por pouco.

O jogo pegou fogo nos minutos finais. O Rubro-Negro, cada vez mais ofensivo, passou a dar espaços para o Coritiba. Aos 37, o time alviverde foi prejudicado pela arbitragem, quando Rildo foi derrubado por Rossetto na área. No contra-ataque, o árbitro Anderson Daronco marcou pênalti em Felipe Gedoz. O camisa 10 bateu com categoria e empatou, dando ainda mais emoção ao clássico.

Confira a classificação do Brasileirão!

Aos 43, Ribamar, na área, chutou forte e Wilson defendeu. No contra-ataque, Rildo bateu cruzado e Weverton defendeu. Se o Coritiba tem muito o que reclamar da arbitragem, não pode dizer o mesmo da trave. Aos 46, Ribamar mandou a quarta bola no poste. Apesar da pressão do Furacão no final, o Coxa conseguiu segurar o empate na Arena da Baixada.

FICHA TÉCNICA

BRASILEIRÃO
2º Turno – 23ª Rodada

Atlético 1×1 Coritiba

Atlético
Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Fabrício; Pavez, Lucho González (Matheus Rossetto) e Guilherme; Nikão, Lucas Fernandes (Felipe Gedoz) e Ederson (Ribamar).
Técnico: Fabiano Soares

Coritiba
Wilson; Léo, Walisson Maia, Werley (Cléber Reis) e William Matheus; Alan Santos, Matheus Galdezani e Rafael Longuine (Tiago Real); Rildo, Getterson (Iago) e Kléber.
Técnico: Marcelo Oliveira

Local: Arena da Baixada
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno Andrade Junior (RS)
Gols: Werley, 44 do 1º; Felipe Gedoz, 41 do 2º
Cartões amarelos: William Matheus, Kléber, Léo (COR); Guilherme (CAP)
Cartão vermelho: Werley (COR)
Público pagante: 17.420
Renda: R$ 366.885,00

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

122 Comentários em "Atlético ataca mais, para quatro vezes na trave, mas arranca empate com o Coritiba no fim"


nilton
nilton
2 meses 7 horas atrás
verdão campeão
verdão campeão
2 meses 5 dias atrás

O Coxa foi assaltado na Agua Verde

Taskole Avara
Taskole Avara
2 meses 6 dias atrás

quando o árbitro não faz o papel de 12º jogador destes verde diarréia, é a trave. E os caras ainda tem a audácia de reclamar. Levaram um banho de bola e ficam se achando.

Erodes Berbetz
Erodes Berbetz
2 meses 6 dias atrás

Melhor jogador do Coritiba foi a trave… melhor do Atlético foi o juizão…. lamentável e vergonhoso!

Halisando Cresce
Halisando Cresce
2 meses 6 dias atrás

Que saudades do Héber Roberto Lopes…

jonas sobrinho
jonas sobrinho
2 meses 4 dias atrás

kkkkkk

nilton
nilton
2 meses 6 dias atrás

El Enrabador de Atleticano:

Véio, na boa… tu vem aqui todo dia dizer que é homossexual e ativo e gosta dum atleticano…. puta merda hein… esses coxinhas… metade das abobrinhas que escrevem são as fantasias sexuais deles que não querem assumir que na verdade são eles que praticam…

nilton
nilton
2 meses 6 dias atrás

Vc é a vergonha da tua mãe, enrustido, e agora curte escatologias….

1 2 3 11
wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas