Um rapaz sobreviveu, depois de levar três tiros e ser queimado em um mocó, ontem à tarde (24), no Sítio Cercado. Ele foi levado pelo Siate em estado grave para o Hospital do Trabalhador. Os bandidos fugiram de bicicleta. A vítima estava sem documentos, é morena, magra e usava moletom azul. O crime aconteceu em frente ao 10.º Distrito Policial.

De acordo com testemunhas, o homem era perseguido e correu para dentro de uma casa desocupara, que está para alugar há tempos, na Rua Contenda. Três homens o seguiram e atiraram próximo ao ouvido, ombro e costas. Para garantir que ele morreria, o trio arrastou a vítima para dentro de um quarto e atearam fogo.

Socorro

O homem conseguiu sair da casa e foi socorrido por vizinhos que o levaram até o quintal da frente. Uma moça que mora nas proximidades, acionou os bombeiros e chamou policiais da delegacia, a cerca de 20 metros do local. Apesar da proximidade, a polícia demorou a chegar. Foram necessários mil litros de água para apagar as chamas.

“Conhecemos o rapaz de vista. Ficamos com muita pena porque ele estava sofrendo muito”, contou uma testemunha. A vizinhança disse que a casa desocupada virou ponto de consumo de drogas e ultimamente também passou a ser abrigo para mendigos.