Para garantir a proteção das mulheres que sofreram crimes previstos na Lei Maria da Penha, 22 homens foram presos em operação da Delegacia da Mulher de Curitiba, que teve início em março, até esta segunda-feira (07). Todos eles descumpriram medidas protetivas – como não se aproximar ou deixar a residência da vítima – e tiveram a prisão preventiva decretada.

A delegada-titular da Delegacia da Mulher, Sâmia Coser, explicou que as vítimas, quando procuram a delegacia, podem pedir as medidas protetivas, além de registrar o boletim de ocorrência. “Caso o agressor, depois de intimado nessa medida, insista em descumpri-la, ele vai ter contra si decretada a prisão”.

Para garantir a efetividade da Lei Maria da Penha, segundo Sâmia, foi feito um levantamento junto ao Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher sobre mandados de prisão em descumprimento às medidas protetivas. Foram levantados 42 mandados que começaram a ser cumpridos na semana passada: destes, 22 homens foram detidos em Curitiba, Colombo, São José dos Pinhais e Maringá até esta segunda.

Todas as prisões foram preventivas e não cabem fiança. Entre os delitos cometidos por esses presos, de acordo com a delegada, estão ameaça, lesão corporal e crimes patrimoniais.

Veja o vídeo da operação