O delegado Roberto Heusi, titular da Delegacia de Estelionato, relatou ontem o inquérito em que Neviton Pretty Caetano é acusado de extorquir o proprietário de uma mineradora em Campo Largo. “Foi relatado para a apreciação da Justiça”, salientou.

Devido a este inquérito, Neviton e a advogada Andrezza Maria Beltoni, 28 anos, estão presos preventivamente. Ele foi preso sob a acusação de extorquir o diretor da empresa Spaipa, no último dia 7 de maio, e foi denunciado esta semana pelo Ministério Público (MP), por crimes de extorsão, formação de quadrilha e cárcere privado, juntamente com os jornalistas José Diniz e Edson Silvestre; o policial militar aposentado Claudionei de Souza Alexandre; o motorista Márcio Antônio dos Santos e o segurança Cornélio Goetz. Neviton, que é proprietário da Vera Cruz Empreendimentos e do site TV Injustiça, também foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma.

Outros

O delegado informou que além do caso da mineradora, estão sendo investigados inquéritos antigos e novos, em que Neviton e a empresa Vera Cruz Empreendimentos são acusados. “Dá para entender que tudo era comandado por Neviton”, adiantou. Ele disse que vários funcionários de Neviton foram ouvidos na Delegacia de Estelionato, como testemunhas. “Porque eram funcionários não quer dizer que tenham envolvimento com os crimes. Estamos investigando”, resumiu Roberto Heusi.