Jean Felipe de Godoy da Silva, 21 anos, foi preso em flagrante por roubo de carro, na tarde de domingo, em São José dos Pinhais. Foi o ladrão quem reconheceu a vítima, um pastor evangélico, na delegacia e, com a maior cara de pau, pediu desculpas de joelhos. O veículo foi recuperado.

Segundo o guarda municipal Jacomel Kusch, que participou da prisão, o pastor havia acabado de encerrar o culto, na noite de sábado. Passou rápido em casa, na Rua Osvaldo da Silva Bassul, Jardim Primavera, bairro Afonso Pena, apenas para trocar a camisa e seguir a outra igreja.

No entanto, possivelmente deixou seu Corsa placa AUD-9331 aberto e, quando retornou ao veículo, Jean estava no banco de trás. Fazendo menção de estar armado, o assaltante obrigou a vítima a sair do Corsa e levou o veículo em alta velocidade.

Fuga

Na tarde de domingo, a Guarda Municipal foi chamada pela vítima, que viu um carro semelhante ao seu no Guatupê. Os guardas localizaram o Corsa, na Rua Oliveira Correa Branco, Jardim Izaura. Quando Jean percebeu que seria abordado, tentou fugir com o carro, mas foi alcançado e se rendeu.

No carro, estava uma mulher, que também foi levada à delegacia por desacato. Ela não participou do roubo, mas xingou os guardas e tentou bater neles quando prendiam Jean. O detido já tinha outra passagem por roubo.

Na delegacia, conforme explicou o guarda Jacomel, Jean notou a vítima no corredor e ele mesmo disse aos guardas: “Olha lá, aquela é a vítima que eu assaltei ontem”. Sem nenhuma cerimônia, quando se aproximou da vítima e notou que era um pastor, se ajoelhou e implorou por perdão.