Morte em segundos

Ex-deputado morre em acidente na BR-376

Um acidente de trânsito tirou a vida do ex-deputado federal Djalma de Almeida Cesar, 73 anos, pouco depois das 8h de ontem, próximo à Colônia Witmarsum, no município de Palmeira, nos Campos Gerais.

Ele estava sozinho no Bora placa ADD-9119, que capotou e colidiu contra uma árvore, no quilômetro 549 da BR-376, na pista sentido Curitiba. Djalma era pai do atual secretário de Estado da Segurança Pública, Reinaldo de Almeida Cesar Sobrinho.

De acordo com informações da Rodonorte e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), nenhum outro veículo se envolveu no acidente e os motivos que fizeram Djalma perder o controle do carro e sair da pista ainda são desconhecidos.

Uma das hipóteses é que o veículo tenha aquaplanado, já que chovia na hora. O Bora capotou várias vezes e bateu forte numa árvore à beira da estrada. O ex-deputado morreu na hora.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal de Ponta Grossa. O velório de Djalma começou às 17h de ontem, na Câmara de Ponta Grossa. O sepultamento está marcado para hoje, às 16h30, no Cemitério Jardim Paraíso, na mesma cidade.

Histórico

Natural de Piracicaba (SP), Djalma era graduado em Direito e História pela Universidade Estadual de Ponta Grosa (UEPG). Foi ex-diretor presidente da Ambiental Paraná Florestas de 2003 até maio do ano passado.

Começou na política como vereador, em Ponta Grossa (1977-1983), e foi, por três vezes, deputado estadual (1983 a 1995). Foi também deputado federal (1996 a 1999). Em 1991 e 1992, no governo de Roberto Requião, foi secretário do Trabalho e da Ação Social.

Luto oficial de três dias

Luciana Cristo e Marcelo Vellinho

O governador Beto Richa (PSDB) decretou luto oficial de três dias e, no final da manhã, divulgou nota lamentando a morte de Djalma. “Recebi a notícia com profundo pesar. Djalma era uma excelente pessoa e marcou sua trajetória na vida pública pela integridade e a defesa dos interesses da coletividade e do Estado do Paraná em todas as funções que ocupou”.

O vice-governador e secretário da Educação, Flávio Arns, se solidarizou com a família da vítima. “Fica o nosso agradecimento pelo empenho, dedicação, pelos ideais pelos quais sempre lutou. Desejo que a família encontre o conforto nos ensinamentos e exemplos que Djalma deixou como pai, avô e homem público respeitado por todos”, afirmou.

Manifestações

O ex-deputado federal Gustavo Fruet (PSDB) se manifestou pelo Twitter. “Todo apoio, carinho e orações ao Reinaldo, D. Aline e família pela perda do Dr. Djalma de Almeida César em acidente na BR-376”.

O delegado-geral da Polícia Civil, Marcus Vinicius Michelotto, cancelou agenda no interior do Estado, no 2.º Encontro de Trabalho do Instituto de Identificação do Paraná, para prestar solidariedade ao secretário. “Djalma era uma pessoa muito querida para mim e para toda a sociedade e um dos grandes nomes da política paranaense”.