enkontra.com
Fechar busca

Segurança

Curitiba

Pra roubar bicicleta, homem invade escola, pula muros e cria pânico entre alunos e pais

  • Por Alex Silveira

Uma tentativa de furto a uma bicicleta dentro de uma escola causou tumulto na manhã desta sexta-feira (5), na Rua Júlio Mesquita, no Fazendinha, em Curitiba. Por das 8h30, um jovem, de 19 anos, invadiu o pátio da Escola Estadual Avelino Antônio Vieira para realizar o furto, mas foi flagrado por vizinhos. Ao tentar fugir, ele pulou vários muros, de casas e terrenos baldios, e foi parar dentro do pátio da Escola Municipal Graciliano Ramos, onde foi preso pela Guarda Municipal (GM). As escolas são vizinhas.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Uma mãe que tem os filhos estudando nas duas escolas e que preferiu não se identificar contou que os estudantes ficaram apavorados porque o suspeito ficou encurralado até ser preso. Segundo ela, a GM foi obrigada a invadir as dependências da Graciliano e a direção da escola precisou acalmar os alunos.

“Fomos avisados para buscar nossos filhos. Às 10h30, as crianças já tinham ido embora”, relatou. Ainda conforme revelou a mãe, o suspeito foi preso e ficou encurralado quando voltou para buscar suas ferramentas, que haviam ficado no pátio. “Foi quando os guardas conseguiram cercá-lo”.

Mandado de prisão em aberto

Em nota, a Guarda Municipal confirmou as informações, mas as complementou explicando que ao perceber o crime, algumas pessoas tentaram conter o jovem e o rapaz acabou pulando o muro para a parte interna da escola.

+Leia também: Marginais tocam o terror durante assalto a banco nesta madrugada em Araucária

“A Guarda Municipal e a Polícia Militar atenderam a ocorrência. O jovem foi encaminhado à Delegacia de Vigilância e Capturas (DVC), pois havia contra ele um mandado de prisão em aberto por um crime de roubo”, diz a nota. Antes, ele passou pelo Hospital do Trabalhador para tratar escoriações ocorridas na fuga.

Protocolo de segurança

Também em nota, a Secretaria Municipal da Educação (SME) informou que, durante a ocorrência, a Escola Graciliano Ramos, no Fazendinha, realizou o protocolo de segurança do Conhecer para Prevenir (CPP) com todos os estudantes e comunidade escolar.

+ Leia mais: Filho de guarda municipal é morto na Grande Curitiba por crise de ciúmes

Segundo a SME, o CPP é desenvolvido pela Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, numa parceria entre as Secretarias da Defesa Social (SMDS) e da Educação (SME), e está implantado em todas as unidades escolares da rede municipal de ensino de Curitiba para instruir e preparar estudantes, professores, funcionários e pais como devem agir em casos de acidentes ou eventos que envolvam abandono do prédio, incêndios ou inundações, por exemplo. Também orienta para a necessidade de permanência na unidade como em caso de tiroteios, invasões e outras situações de emergência.

Periodicamente os estudantes e professores participam de treinamentos e simulados. Cada escola e Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) participam de, no mínimo, um simulado de abandono geral por semestre.

Pedido de patrulhamento

De acordo com os pais de alunos da Escola Municipal Graciliano Ramos, há uma semana a escola foi arrombada e teve alguns equipamentos furtados. Por causa dessa ocorrência e de tentativas de roubo que ocorreriam, constantemente, na região da escola, há um pedido por aumento de patrulhamento, feito pelo 156 da Prefeitura, nos horários de entrada e saída dos alunos. A reclamação é de que a GM, embora compareça no local após os chamados, costuma chegar após a entrada dos alunos, que ocorre entre 13h20 e 13h30. “Os guardas chegam depois das 13h40, aí não adianta”, afirmam.

+Leia também: Universidade do Paraná tem vagas de professor com salário de até R$ 8 mil

Sobre isso, a Guarda Municipal de Curitiba informa que está fazendo a segurança no local, com patrulhamento preventivo. “As escolas de Curitiba possuem horários diversificados, uma vez que algumas possuem períodos integrais e outras não. Será verificado o horário de entrada e saída dos alunos nesta unidade para reforçar o trabalho da GM”.

Ainda segundo a GM, a comunidade pode acionar as equipes de segurança local via telefones de emergência 153 (GM) e 190 (PM) no momento em que observar uma atitude suspeita, para que a equipe mais próxima seja deslocada para verificação e possíveis abordagens.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Mãe que processou escola denunciada por maus tratos afirma: ‘Diretora é um demônio’

 

 

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

3 Comentários em "Pra roubar bicicleta, homem invade escola, pula muros e cria pânico entre alunos e pais"


Oscar Aglio
Oscar Aglio
4 meses 18 dias atrás

O cara já tem um mandado de prisão por roubo. Deveriam ter exterminado na hora!

Lutador Antifascista
Lutador Antifascista
4 meses 18 dias atrás

Um crakudo vaga-bundo, no mínimo!

Moacyr Ferreira
Moacyr Ferreira
4 meses 18 dias atrás

Lixo humano!

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas