Um suposto caso de estupro movimentou o campus da Universidade Positivo, no bairro Campo Comprido, em Curitiba, na noite de terça-feira (21). Um rapaz de 19 anos foi encaminhado à Delegacia da Mulher, suspeito de ter estuprado uma colega de turma. Ambos estavam bêbados e a menina chegou a ser internada, quase em coma alcoólico.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Ambos os jovens eram alunos do curso de Educação Física, do período noturno. Conforme a Polícia Militar, que foi acionada perto das 23h, o pai da menina chegou para buscá-la, mas ela não estava no local onde usualmente se encontram. Tentou contato com ela, sem sucesso, até que preocupado com o atraso e sumiço da filha, acionou os seguranças da universidade.

+ Leia mais: Após assalto em loja de carros, suspeito é perseguido pelo Bope e morre em confronto na BR-376

Os seguranças fizeram uma busca, até que localizaram a jovem e um colega de curso numa área verde do campus. Ela estava com as calças abaixadas e mal podia falar, de tão alcoolizada. O jovem também estava bêbado e teria alegado que houve sexo consensual entre eles, depois de beberem algumas garrafas de pinga.

+ Leia também: Motorista acelera BMW e atropela assaltante que havia lhe roubado em Curitiba

Enquanto ambos eram levados à sala da direção, a Polícia Militar e o Samu foram acionados. A menina precisou ser levada pelo à UPA do Campo Comprido, já sem responder por si. Mesmo não estando totalmente lúcido, o rapaz foi levado à Delegacia da Mulher para esclarecimentos.

O caso agora deverá ser investigado pela Polícia Civil, para ver foi mesmo sexo consentido, como alegou o rapaz, ou se tratou-se de estupro de vulnerável. Apesar da jovem já ter mais de 18 anos, como sua embriaguez não a deixou responder por si, pode ser considerado um caso de estupro de vulnerável. No entanto, de acordo com informações da Polícia Civil, a investigação seguirá em sigilo, por se tratar de um crime sexual.

Nota oficial da universidade

“Na noite do dia 21, identificamos um incidente envolvendo dois alunos, colegas de turma. A ocorrência está sendo conduzida pelas autoridades competentes”, informou a Universidade Positivo, em nota divulgada à imprensa.

Com tiro em bandido, PM de folga salva jovem de golpes de faca em tentativa de assalto