Uma suspeita de bomba surpreendeu quem passava pelo Centro de Curitiba na tarde desta terça-feira (10). Uma mochila com conteúdo desconhecido foi deixada no meio da Praça Eufrásio Correia e fez com que a praça fosse isolada, além de interditar a estação-tubo de mesmo nome, que fica em frente ao local. A praça fica em uma região de intensa movimentação de pedestres, ao lado da Câmara Municipal de Curitiba e de um shopping center.

+ Leia mais: Cinco morrem em acidente gravíssimo que bloqueou o Contorno Leste

A situação teve início por volta das 15h, quando a mochila foi encontrada por guardas municipais, que isolaram a área e acionaram a Polícia Militar. Ao chegar ao local, uma equipe do Esquadrão Antibombas do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) iniciou os procedimentos de verificação. Após os testes com um equipamento de Raio-X, foi comprovado que não existiam explosivos na mochila. O que havia, na verdade, era um par de tênis.

“Temos nosso ônibus [da Guarda Municipal] localizado na praça Eufrásio Correia. Um senhor nos procurou, afirmando que uma outra pessoa havia chegado em uma situação meio esquista, falando ao telefone. Esta pessoa deixou a mochila em cima do banco e saiu andando. De imediato fomos até o local, isolamos a área e fizemos o procedimento de ligar para o Esquadrão Antibombas da Polícia Militar”, explicou o guarda municipal Crispim, que fez o primeiro atendimento à ocorrência.

+ Leia ainda: Caminhão bate em ônibus com passageiros e lança veículo ladeira abaixo na BR-376

Ainda de acordo com o guarda municipal, o Esquadrão Antibombas chegou rapidamente e iniciou os trabalhos na praça. “Eles usaram um robô para isolar o material, depois o policial com a vestimenta correta foi até o local com um aparelho de Raio-X e com ele, pode constatar que era um par de tênis dentro desta mochila”, relatou o GM.

Mochila suspeita de ter explosivos. Foto: Gerson Klaina / Tribuna do Paraná.
Mochila suspeita de ter explosivos. Foto: Gerson Klaina / Tribuna do Paraná.

Susto

O recepcionista Carlos Alexandre trabalha em um hotel ao lado da praça e relata que a situação assustou quem estava na região no momento em que a mochila foi encontrada.

“Fecharam a praça, o tubo e um trecho da [Avenida] Sete de Setembro. A gente fica surpreso com toda esta movimentação e com a presença de tantas viaturas da polícia, ainda mais agora, que a praça está tranquila e sem usuários de drogas, lá agora tem até luzes de Natal”, diz Carlos.

Mochila foi deixada na região central da praça. Foto: Colaboração/ Carlos Bório.