Um tiroteio, que terminou com um rapaz morto, levou pânico aos frequentadores da Praça da Espanha, no bairro Bigorrrilho, em Curitiba, na madrugada deste domingo (12). A situação, conforme a Polícia Militar, começou na Rua Vicente Machado, onde o jovem, num corsa branco, teria fugido de uma abordagem da Rondas Ostensivas Tático Motorizadas (Rotam), do 12.º Batalhão. Teria, inclusive, colocado o carro em cima de alguns policiais, mas não chegou a atingir nenhum deles.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

A perseguição terminou na Praça da Espanha. Conforme comentários de funcionários de restaurantes da região, o corsa saiu da Alameda Carlos de Carvalho, virou à direita na praça e tentou subir a Rua Fernando Simas. Mas logo que ele entrou nesta rua, deparou-se com viaturas paradas quase ao fim da quadra. Então teria tentado voltar de ré, mas também foi surpreendido pelas viaturas que o seguiam.

+ Leia também: Conheça o instrutor que treinou até os soldados que pegaram Bin Laden

O jovem teria sacado uma pistola e, diante da atitude, os policiais reagiram e mataram o rapaz no confronto. Ele morreu na hora e ainda não tinha sido identificado oficialmente no Instituto Médico-Legal (IML) até o final da manhã deste domingo.

Câmeras

O corsa não tinha nada irregular e ainda não se sabe por qual motivo o condutor do veículo teria tentado escapar de uma abordagem. A praça possui duas câmeras, uma da Urbs e outra da própria PM. Esta segunda deve ter captado toda a ocorrência, visto que o confronto foi quase embaixo dela.

+ Leia mais: Motorista derruba geladeira na estrada, foge e provoca grave acidente em Curitiba

Já as câmeras de vários estabelecimentos comerciais ao redor da praça estão virados mais para as suas portas de entrada e não devem ter captado nada na rua. No horário da ocorrência, os bares e restaurantes estavam cheios e o tiroteio gerou pânico nos frequentadores, que buscavam se abrigar mais para dentro dos estabelecimentos.

Clientela em baixa

Um garçom, que trabalha num dos restaurantes, lamentou que um fato como esse ocorra na praça, pois afasta os clientes. “Veja, tem coisas que acontecem a quadras daqui, mas dizem que foi na Praça da Espanha. Esse caso mesmo, já vinha lá da Vicente Machado e só terminou aqui porque foi onde os policiais alcançaram o veículo. Não tem a ver com falta de segurança aqui na praça. Mas infelizmente muitos não entendem e acabam se afastando daqui. O movimento caiu muito nos últimos tempos”, lamentou o garçom, que preferiu não se identificar.

Violência na praça

Esta não é a primeira ocorrência com morte registrada na Praça da Espanha. Em janeiro deste ano um jovem perdeu a vida após uma confusão generalizada. De acordo com a Polícia Militar, que foi acionada para atender uma possível briga, o rapaz de 21 anos levou dois tiros e morreu no local. O suspeito de ser o autor do crime foi preso no mês passado, em Ponta Grossa, nos Campos Gerais. 

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Uma aposta leva os R$ 289.420.865,00 da Mega-Sena. Veja o resultado do concurso 2150