Setenta e cinco membros do Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminosa brasileira, fugiram da Penitenciária de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, na fronteira com o Mato Grosso do Sul, neste domingo (19). Após a fuga, foi localizado um túnel subterrâneo que ligava um dos pavilhões à área externa da prisão.

+ Leia mais: Agora é oficial! Estão liberados Uber, 99 e Cabify no aeroporto e em toda São José dos Pinhais

A procuradora-geral paraguaia, Sandra Quiñónez, disse que “existe uma rede de corrupção que facilitou a fuga”, não sendo possível os presos cavarem um túnel sem que ninguém tivesse ouvido. A fala foi publicada pelo jornal paraguaio ABC Color. Foram encontrados 200 sacos de terra em uma das celas do presídio.

O Paraguai está em alerta máximo devido a periculosidade dos presos e é possível que alguns tenham fugido para o Brasil. A informação é do ministro do Interior do Paraguai, Euclides Acevedo, em nota, reproduzida pelo jornal Folha de S. Paulo.

+ Leia ainda: Inscrições para bolsas de estudo de até 100% na PUCPR vão até terça-feira

Autoridades sul-mato-grossenses também estão em alerta e em contato com agentes paraguaios. De acordo com o portal G1, o policiamento urbano em Ponta Porã (MS) foi reforçado.

Uma lista dos fugitivos foi divulgada pelo Ministério da Justiça paraguaio: