enkontra.com
Fechar busca

Segurança

52 presos

Carceragem com surto de sarna na RMC é esvaziada

  • Por Lucas Sarzi
Foto: Colaboração.

Após mais de dez dias, a carceragem da delegacia de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), foi completamente esvaziada na manhã desta segunda-feira (11). O local, que tem uma ordem de interdição expedida pela Justiça, sofre um surto de sarna desde o começo de fevereiro e todos os presos que estavam lá acabaram se contaminando. A delegacia, para procedimentos comuns como registro de boletins de ocorrência, continua funcionando normalmente.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Conforme apurou a reportagem, no momento da remoção para a transferência, 52 presos ocupavam o espaço destinado para 8. Todos foram retirados e levados ao Sistema Prisional, onde devem primeiro receber o tratamento necessário e depois o encaminhamento à prisão definitiva. Recentemente, os Caçadores de Notícias mostraram a situação no local, inclusive com o medo de contaminação de profissionais que precisam ter contato com os presos.

+Leia mais! Preso terceiro envolvido no assalto que terminou com a morte de empresário na RMC

Allan Luis Teixeira, diretor do Conselho Comunitário de Execução Penal de São José dos Pinhais, que vinha colaborando com informações, detalhou que, a partir de agora o procedimento de Justiça vai ser o de verificar as condições do prédio. “A Secretaria de Vigilância Sanitária do Estado vai repassar as instruções de desinfecção da cela”, comentou.

Uma reunião, que estava marcada para esta segunda-feira, ficou para a manhã de terça-feira (12). Esse encontro, que vai envolver as autoridades locais, vai buscar definir por quanto tempo vai valer a interdição da carceragem da delegacia.

Foto: Colaboração.

Foto: Colaboração.

Apesar de ainda estar valendo uma decisão judicial de 2015, de que a delegacia não pode mais receber presos, essa determinação pode ser revista. “Se tiver que receber preso de novo, em outro momento, vai receber. Mas a princípio, neste momento, nenhum preso entra mais lá”, explicou Allan.

Tratamento médico

Em nota, a Secretaria de Estado da Segurança (Sesp) confirmou a transferência e disse que todos os presos foram enviados para penitenciárias da região de Curitiba, onde vão ficar isolados e receber tratamento médico. Por razões de segurança, no entanto, o local de transferência não foi especificado. A higienização da delegacia, segundo a Vigilância Sanitária, deve levar de 7 a 10 dias. Após isso, a carceragem vai poder ser utilizada novamente, conforme a Sesp.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Entre berros e empurrões, pessoas disputam espaço pra saquear carga na BR-376

 

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

1 Comentário em "Carceragem com surto de sarna na RMC é esvaziada"


Dan Martins
Dan Martins
6 dias 4 horas atrás

Procuraram sarna pra se coçar, agora querem sair?

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas