Brasília – O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Roberto Busato, considerou ?preocupante? a situação de São Paulo, onde ocorreram novos ataques neste domingo a agências bancárias, postos de gasolina, ônibus e órgãos públicos. ?A situação se agrava, passa do estado agudo para um estado endêmico?, disse.

Uma nova onda de ataques criminosos atingiu a capital paulista na madrugada de hoje, inclusive com uma granada atirada na sede do Ministério Público, no centro de São Paulo.

Busato, que participa de reunião do Conselho Federal da OAB, afirmou que o governo de São Paulo precisa adotar providências imediatas, com o apoio de toda a sociedade e do governo federal, para conter a violência.

Ele também falou sobre a situação em Rondônia onde representantes do Executivo, Legislativo e Judiciário foram presos por suspeita de envolvimento em esquema de corrupção. Para ele, a situação não exige intervenção federal, porque apesar das prisões, as instituições continuam funcionando.