O ex-vereador Orlando Bonilha teve seu mandato cassado, ontem, por unanimidade, pela Câmara Municipal de Londrina. Bonilha já estava afastado de suas funções desde março, quando renunciou ao cargo que ocupava. Com a cassação, o ex-vereador londrinense fica com seus direitos políticos suspensos pelos próximos oito anos, ou seja, até 2016. Com isso, Orlando Bonilha vai poder se candidatar a algum cargo público somente no ano 2018.

Bonilha é acusado de cobrar propina de empresários londrinenses em troca da aprovação de leis em benefício dos mesmos. Ele acabou sendo preso com base no artigo 9.º, II, do Código de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara. A prática é caracterizada como conduta incompatível com o decoro parlamentar.

A denúncia contra o ex-vereador foi realizada no início deste ano, quando aconteceu a prisão do também ex-vereador Henrique Barros. Este foi detido em flagrante com dinheiro oriundo de propina, de acordo com o Ministério Público. Os vereadores que participaram da cassação de Bonilha consideraram que a punição foi uma resposta à crise instalada no Poder Legislativo desde o último mês de janeiro. A cassação foi apontada como sinônimo do cumprimento de uma obrigação moral e ética com a sociedade.