A Justiça Eleitoral aprovou com ressalvas as contas de campanha do senador eleito pelo PSDB mineiro, o ex-governador Antonio Anastasia. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), foram verificadas “falhas” na contabilidade da campanha do candidato. O juiz Paulo Rogério Abrantes, porém, avaliou que os problemas “dificultam a transparência, mas não são suficientes para a desaprovação” das contas.

A decisão foi contrária ao parecer do Ministério Público Eleitoral (MPE), que opinou pela reprovação da prestação de contas. Entre as irregularidades encontradas pelo TRE-MG estão “inconsistências” na comparação da declaração de doações diretas recebidas pela campanha tucana e as informações prestadas pelos doadores à Justiça Eleitoral.

Além disso, de acordo com o tribunal, também foram identificadas doações diretas feitas por “outros prestadores de contas” que não foram registradas na prestação de contas apresentada pela campanha de Anastasia. “Também receitas e despesas feitas antes da entrega das prestações de contas parciais não foram declaradas na oportunidade”, afirmou a corte. O senador eleito não foi encontrado hoje. Segundo o PSDB mineiro, ele estaria viajando.