Enquanto o Athletico conquistava a Copa do Brasil e você se preocupava ou em chegar em casa ou limpar a bagunceira por causa das fortes chuvas que caíram em Curitiba na noite desta quarta-feira (18), os nobres deputados federais aprovaram uma série de mudanças no regramento dos partidos políticos.

Achamos que você vai querer saber algumas dessas mudanças, afinal vai sair dinheiro do seu bolso.

Os políticos estavam eufóricos e ansiosos para aprovar as mudanças, pois elas precisam acontecer antes de outubro para já valerem para as eleições do ano que vem. Os deputados conseguiram manter a espinha dorsal da medida articulada pela Câmara, deixando de lado sugestões do Senado. Agora, quem decide é o presidente Jair Bolsonaro. O que mudou? Vamos lá.

São várias benesses aos partidos. Se o presidente sancionar, os partidos estão autorizados a usar recursos públicos (sim, dos seus impostos, direto do bolso dos contribuintes) para:

– Construção de sede partidária;

– Pagamento de multas eleitorais;

– Aumento de dinheiro para o fundo partidário que financia as eleições dos políticos;

– Uso do dinheiro do fundo partidário para pagar advogados que defendam políticos em processos individuais durante as eleições.

– A volta das propagandas partidárias em rádio e TV;

A aprovação de tudo isso está nas mãos do presidente Jair Bolsonaro.