Brasília – Está previsto para chegar hoje (6) em Brasília, às 17h50, o oficial da Polícia Militar suspeito de participar, em agosto do ano passado, do assalto ao Banco Central (BC) em Fortaleza. Ele está sendo acusado de crimes de lavagem e ocultação de dinheiro.

O oficial deve ser ouvido ainda hoje pela Polícia Federal (PF). Segundo a assessoria do órgão, ele lavava dinheiro por meio de um posto de gasolina registrado em seu nome, localizado em Marabá (PA). O posto, ainda de acordo com a PF, teria sido adquirido com dinheiro roubado do BC. Ele também possuía imóveis nos estados de São Paulo, Piauí, Tocantins, Maranhão e Pará.