Uma multidão de jovens invadiu nesta quinta-feira a sede da missão de manutenção de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) em Jonglei, Estado mais populoso do Sudão do Sul. A invasão ocorreu em um momento no qual jovens da etnia Nuer perseguiam civis que buscaram refúgio na missão da ONU.

“É possível que haja vítimas, mas não sabemos quem nem quantas seriam elas”, declarou o subsecretário de imprensa da ONU, Farhan Haq. Segundo ele, milhares de pessoas têm buscado refúgio em escritórios da ONU e pedido proteção da entidade em meio a um cenário cada vez mais claro de conflito étnico no país africano. Fonte: Associated Press.