Um porta-voz do senador dos Estados Unidos Rand Paul afirmou que o republicano continua a se opor a um projeto de lei do comando do partido governista para reformar o sistema atual de saúde, conhecido como Obamacare. Sem o aval de Paul, há grandes chances de que a iniciativa não avance.

O Partido Republicano tem 52 cadeiras no Senado e precisaria garantir ao menos 50 votos para fazer a mudança, rejeitada pela oposição democrata. Os senadores John McCain e Lisa Murkowski, porém, já se mostraram resistentes a apoiar a reforma.

Porta-voz de Paul, Sergio Gor disse que o senador deseja ver uma redução “significativa” no gasto de US$ 1 trilhão previsto na lei, a eliminação de exigências de cobertura e o estabelecimento de seguros-saúde abrangentes que possam receber os consumidores. O porta-voz disse que o cumprimento dessas medidas é “a única maneira” para ele votar a favor.

Os republicanos têm revisado a lei com a expectativa de ganhar votos necessários para evitar uma derrota. O presidente dos EUA, Donald Trump, apoia a mudança. Fonte: Associated Press.