A polícia da França libertou neste domingo três mulheres que haviam sido presas devido a suspeitas de ligação com os ataques terroristas em Paris e em seus arredores, que causaram a morte de 17 pessoas.

Outros nove suspeitos – oito homens e uma mulher – ainda estão presos, disse um porta voz da promotoria pública de Paris. Sob a lei francesa, eles podem continuar presos por outras 48 horas.

Na sexta-feira, a polícia prendeu oito homens e quatro mulheres suspeitos de ligações com os ataques à revista Charlie Hebdo e a um mercado neste mês.

A polícia usou o DNA e outras evidências das cenas dos crimes para encontrá-los.