A candidata da extrema-direita à presidência da França, Marine Le Pen, apresentou nesta quinta-feira as políticas nacionalistas de seu governo, que foram baseadas no “patriotismo econômicos”.

As propostas de Le Pen, que devem ser promulgadas caso ela vença as eleições, incluem um imposto de até 35% para empresas francesas que produzam em outro país e que importem esses produtos. As companhias que respeitarem o rótulo “made in France” seriam recompensadas.

“Nenhum país conseguiu construir sua indústria sem protegê-la”, disse Le Pen, que lidera as pesquisas de intenção de voto na França, seguida pelo centrista Emmanuel Macron. Fonte: Associated Press.