Conceito 4 usa plataforma do Fiat Pálio.

Brasília – É provável que o Conceito 4 jamais saia do arquivo do computador para entrar em linha de montagem, mas a satisfação dos estudantes brasilienses responsáveis pelo projeto do carro é contagiante: “O projeto está pronto para ser desenvolvido pela indústria automobilística”, garantem os projetistas, que esperam ver sua criação rodando pelas ruas do país.

Conceito 4 é um esportivo urbano projetado por Gustavo Jota e Guilherme Queiroga, alunos de Desenho Industrial da Universidade de Brasília (UnB) e fascinados por design automotivo. A proposta inicial de “esportivizar” o Fiat Palio ganhou traços próprios, curvas acentuadas e um certo ar futurista, meio Minority Report, de Steven Spielberg. Depois de dois anos e meio de pesquisas, o projeto foi concluído e apresentado como trabalho de graduação do curso.

Baseado na plataforma do Palio, o esportivo tem formas arredondadas, tração traseira e uma outra concepção de ergonomia, como câmbio mais confortável, maçanetas anatômicas e banco com respaldar regulável. “Desenhamos o interior do carro para que ele se moldasse ao corpo”, explica Gustavo Jota, acrescentando que o trabalho consumiu muita pesquisa em livros de anatomia. O desenho das maçanetas, por exemplo, considerou até o movimento do pulso na hora de se puxar a porta.

Como em todo processo de design, o projeto não detalha ítens como motorização, sistemas de suspensão ou de freios, atribuições que ficam a cargo dos engenheiros mecânicos responsáveis pela conformação do veículo, que consiste em adaptar um projeto à realidade e aos processos de fabricação.

A idéia de projetar um veículo inovador começou em 1999, quando os dois ainda estavam no 4º semestre do curso. Gustavo e Guilherme desmontaram um Palio cedido ao Departamento de Engenharia Mecânica da UnB, fruto de um acordo de cooperação entre a universidade e a montadora, alongaram o monobloco e traçaram os primeiros rascunhos na prancheta, “utilizando lápis, esquadros, compassos e muita borracha”.

Com o carro completamente “depenado”, foi possível estudar minuciosamente todos os componentes internos do veículo como ajustes de banco, volante, console, painel, comandos elétricos e alavancas. Antes de passar a idéia para o papel, os estudantes ainda precisaram incorporar alguns conhecimentos de aerodinâmica. Depois de muitos cálculos o carro finalmente foi modelado no computador, com direito à animação gráfica que mostra vários ângulos e detalhes do esportivo candango.

Guilherme e Gustavo ainda confeccionaram um protótipo de meio metro de comprimento, mas não conseguiram recursos para produzir um modelo em tamanho real, estimado em cerca de R$ 10 mil. Mesmo que a idéia não se transforme em realidade, todas as fases do projeto Conceito 4 estão disponíveis na Internet, no endereço: www.tipod.com.brdowloadsconceito4.rm.