Milícias do grupo extremista nigeriano Boko Haram atacaram três cidades da região norte de Camarões, abduzindo mais de 30 pessoas nesta segunda-feira, afirmam testemunhas.

Os ataques do Boko Haram têm causado uma espécie de crise na região fronteiriça. Além da Nigéria e de Camarões, os extremistas também atacaram o Níger na semana passada.

De acordo com relatos, o ataque de hoje começou no domingo, quando militantes se apoderaram de um ônibus contendo 20 pessoas em Koza, e dirigiram ele de volta para a Nigéria, há cerca de 18 quilômetros. Hoje, outro grupo atacou a cidade camaronesa de Kolofata, pilhando comida e gado. A cidade foi recentemente libertada do Boko Haram por tropas chadianas, que estão estacionadas na região.

No sábado, oficiais da União Africana, reunidos na capital camaronesa, propuseram a criação de uma força com 8.750 soldados para combater o grupo. Soldados viriam da Nigéria, Chade, Camarões, Níger e Benin. De acordo com os defensores da medida, a força internacional poderia estar pronta já no mês que vem. Fonte: Associated Press.