Nove pessoas morreram e outras nove ficaram feridas ontem no México, quando um grupo armado atacou a tiros os pacientes de um centro de reabilitação para viciados em drogas, no Estado de Durango. No momento dos disparos, havia cerca de 49 internos no centro, muitos fugiram quando escutaram os primeiros tiros.

Ramiro Ortíz, subprocurador geral de Justiça de Durango, disse que entre os assassinados está o dono do centro, Roberto Mayoral, que seria o principal alvo do ataque. Os corpos foram encontrados no pátio, no ginásio e em algumas das casas da clínica.