Londrina gerou, nos últimos três anos, 14.221 novos postos de trabalho, uma média de 5.000 admissões ao ano. Os dados da Agência do Trabalhador de Londrina, órgão da Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Promoção Social, são reforçados por estudo do Ministério do Trabalho e do Emprego, o qual mostra que o município teve 4,75% de superávit em geração de empregos durante os 12 meses do ano passado, contra 4,21% de crescimento no Paraná e 0,83% em Curitiba.

Se comparado a grandes capitais, como Rio de Janeiro e São Paulo, Londrina também está à frente. A capital paulista teve aumento de 1,93% enquanto a fluminense apresentou 2,48%. “As medidas adotadas pela atual administração caminham no sentido de incentivar a geração de empregos. Os números apontam para isso”, destacou hoje (dia 18) o presidente da Companhia de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Gabriel Ribeiro de Campos.