Expoentes da ala radical do PT na Câmara reagiram hoje irritados e com ironia às declarações do ministro da Fazenda, Antonio Palocci, que os aconselhou a reler o programa do governo de Luiz Inácio Lula da Silva.  Para os esquerdistas, Palocci é quem precisa ler o programa do PT e pôr um ponto final na política econômica neoliberal que o governo estaria fazendo, ao aumentar a taxa de juros e a meta de superávit e propor cortes nas áreas sociais do Orçamento de 2003.

        ?Queria que o ministro me mostrasse qual é o programa do PT que fala em aumento de juros e de superávit?, disse o deputado Lindberg Faria (RJ). ?O Palocci, talvez no afã de agradar o mercado, tenha se esquecido das últimas resoluções do PT?, observou a deputada Luciana Genro (RS), da corrente Esquerda Socialista. ?Nenhum ponto do programa do PT diz que o governo Lula daria continuidade ao projeto neoliberal do governo Fernando Henrique?, completou o deputado João Batista Araújo (PA), mais conhecido como Babá.