A Caixa Econômica Federal está alterando as regras do penhor, uma das modalidades de crédito mais populares do País. Com as mudanças – que entram em vigor no dia 31 -, o prazo da quitação ou renovação do empréstimo será alterado. Hoje, o prazo de quitação ou renovação do penhor é de 28, 56 e 84 dias. Pelas novas regras, os prazos da operação passarão para 30, 60 e 90 dias.

Segundo a Caixa, a mudança facilitará a visão do cliente sobre a data de vencimento do contrato. Outra novidade é que cada cliente receberá uma senha de uso pessoal para realizar as consultas aos contratos vinculados ao seu CPF (Cadastro de Pessoa Física). A consulta poderá ser feita nos terminais de atendimento da Caixa. Nos próprios terminais, de posse da senha, o cliente poderá renovar o empréstimo.

Também está prevista a possibilidade de transferência da titularidade dos contratos de penhor para terceiros, desde que devidamente identificados. Até então, era possível autorizar somente o recebimento das garantias por terceiros, ficando o titular responsável pelo contrato.

Balanço

A operação de penhor apresentou um aumento de 10% nas aplicações no primeiro quadrimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano anterior. Números da Caixa mostram que foram emprestados R$ 1,4 bilhão de janeiro a abril.

A expectativa da Caixa é emprestar cerca de R$ 7 bilhões até o final do ano.

Como fazer

Para realizar uma operação de penhor é preciso ter em mãos o documento de identidade, CPF e comprovante de residência.

A operação é feita apenas no Estado de domicílio do cliente e em valores até R$ 15 mil.