O segundo semestre do ano será “tão bom quanto o primeiro” em matéria de Ofertas Públicas de ações, IPO, na sigla em inglês, segundo o presidente da BM&FBovespa Edemir Pinto. “No ano, a gente deve conseguir movimentar pelo R$ 20 bilhões entre IPOs e follow-ons (ofertas subsequentes), mas o mercado tem capacidade para até dobrar os R$ 15 bilhões captados em IPOs até agora”, disse. O executivo disse ainda que uma das operações esperadas para o segundo semestre é “muito grande em tamanho financeiro”.