Como medida para amenizar a falta de água em São José dos Pinhais, que está sendo diariamente afetada pelo rodízio de água, conforme reclamação de leitores à Tribuna, a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) começou a captar água em uma cava para abastecer o Rio Miringuava. A captação emergencial aumenta em 100 litros por segundo a produção de água na estação de tratamento Miringuava, que abastece a cidade da região metropolitana de Curitiba.

A bomba flutuante instalada na cava tem 600 metros de tubulação que faz a adução da água da cava da Pedreira Malhada até um afluente do Rio Miringuava. Além disso, água esta sendo injetada com caminhões-pipa diretamente na rede de distribuição para regiões mais altas de São José dos Pinhais, tal como a de moradores que ficaram cinco dias sem água na cidade.

A Sanepar informou ainda que está contratando mais duas transposições, entre o Rio Pequeno e do Rio Miringuava, que irá adicionais mais 300 litros por segundo ao Miringuava, o que deve ocorrer dentro de 45 dias.

Nesta quarta-feira (20) mais bairros da cidade ficarão sem água, segundo o rodízio publicado pela Sanepar. Tais medidas adotadas pela companhia no município seguem um protocolo de gestão de crise em função da forte estiagem pela qual passa a região. Curitiba, por exemplo, é a cidade do Paraná que menos teve chuvas nos últimos dez meses.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?