enkontra.com
Fechar busca

Curitiba e Região

Moradora de rua

Após morte noticiada pela Tribuna, Prefeitura muda regras de serviço funerário

  • Por Redação / Tribuna do Paraná, Com informações de Célio Yano - Gazeta do Povo
Foto: Átila Alberti
Foto: Átila Alberti/Tribuna do Paraná

Uma portaria assinada na terça-feira (13) pela secretária municipal do Meio Ambiente, Marilza do Carmo Oliveira Dias, passa a permitir que familiares de pessoas mortas em Curitiba e que residam em outra cidade contratem funerárias de fora da capital paranaense sem que necessariamente tenham de apresentar comprovante de residência em nome do falecido. A mudança ocorre após a morte de Deise Lu Nazario Betcher, natural de Maracajá (SC) e que faleceu em 11 de julho, quando estava em situação de rua em Curitiba.

+Leia também: Homem é preso após ser encontrado em cima de armário de CMEI; entenda!

Sem documentos que comprovassem que Deise tinha domicílio no município catarinense, seu irmão, Rinaldo, foi impedido de transladar o corpo, mesmo com uma funerária de sua cidade já contratada, conforme noticiado pela Tribuna do Paraná. O enterro acabou sendo feito em uma área destinada a pessoas carentes no Cemitério do Boqueirão, contra a vontade da família. A prefeitura de Curitiba explicou que a comprovação era necessária para garantir o destino e evitar assédio de funerárias.

Posto abandonado vira dor de cabeça pra moradores do Portão

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

2 Comentários em "Após morte noticiada pela Tribuna, Prefeitura muda regras de serviço funerário"


REINALDO  .
REINALDO .
7 dias 16 horas atrás

Existe uma comando geral nessa área que não é brincadeira, quem pode, ganha mais.

Lutador Antifascista
Lutador Antifascista
7 dias 19 horas atrás

“Para evitar o assédio das funerárias”?… kkkkkk… Que resposta “sem pé e sem cabeça!”… kkkkkk… Exigir comprovante de residência em outra cidade de um morto só BENEFICIAVA AS FUNERÁRIAS e assim impedia o translado e trabalho de funerárias de outras cidades. Mudaram tudo porque virou escândalo!

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas