Motoristas de aplicativos, como Uber, 99 e Cabify, protestam nesta segunda-feira (27) em Curitiba e São José dos Pinhais, na região metropolitana. A manifestação começou por volta de 11 horas com um caminhão de som e a largada de uma carreata em frente à prefeitura da capital, no bairro Centro Cívico. Cerca de 200 veículos estão no protesto.

Além de cobrar mais segurança, a manifestação também quer mudanças no sistema de cadastro de motoristas em ambas as prefeituras. As principais reivindicações são a diminuição da taxa cobrada pelo serviço de transporte individual nos municípios, a idade do veículo permitida para circulação e criação de pontos permitidos de embarque e desembarque de passageiros. Até um cadastro único para Curitiba e cidades da região metropolitana está sendo cogitado pelos manifestantes. Em São José dos Pinhais, porém, a prefeitura já divulgou a mudança com relação à vida útil dos carros utilizados para os apps.

LEIA+ Passageira morre dentro do avião no Aeroporto Afonso Pena

Manifestação de motoristas de aplicativos no Centro Cívico, em Curitiba.

Posted by Tribuna do Paraná on Monday, January 27, 2020

Em Curitiba, o prazo para os motoristas se cadastrarem termina sexta-feira (31). Em São José dos Pinhais, as corridas por aplicativos foram regulamentadas após a prefeitura assinar decreto em 15 de janeiro. Até sexta-feira (24), 10 mil motoristas já haviam se inscrito e 7,2 mil ainda estavam com documentos pendentes.

Além da prefeitura de Curitiba, o protesto dos motoristas de aplicativos deve passar pela Câmara de Vereadores e a rodoviária, onde fica a Urbs, empresa municipal que gerencia o transporte público na capital. Depois, o protesto segue pela Avenida das Torres até São José dos Pinhais, onde haverá protesto no Aeroporto Afonso Pena e na prefeitura da cidade da região metropolitana. O trânsito pode ficar complicado nestes trechos.

“Queremos ser recebidos pelo prefeito Rafael Greca ou algum secretário da prefeitura”, aponta o motorista Paulo Sergio de Lima, um dos organizadores do protesto.

Mudança em São José dos Pinhais

No mesmo dia de protesto dos motoristas de apps, a prefeitura de São José dos Pinhais mudou o decreto assinado há menos de um mês que permite o serviço na cidade. A mudança é referente ao ano de fabricação dos veículos, que aumentou de 2014 para 2015. Com isso, o decreto da cidade se iguala ao de Curitiba.

“Recebemos essa demanda de grupos organizados que representam motoristas e isso geraria um conflito nos serviços, pois em Curitiba os veículos podem ter sete anos a partir da sua fabricação. Como estamos iniciando o processo aqui, é justo que exista essa uniformidade, explica o prefeito Toninho Fenelon no site da prefeitura.